Mata Atlântica universitária

Conhecendo o “meio-ambiente” que rodeia os alunos e funcionários no campus.

Ao pé da letra, flora é um conjunto de plantas com características próprias de uma região e é fundamental na biodiversidade dos diferentes ecossistemas. O Brasil está em primeiro lugar no ranking de diversidade na flora, com mais de 55 mil espécies de plantas, ou 22% do total mundial. Também encontra-se no País a maior riqueza de espécies de palmeiras (390 espécies), orquídeas (2.300), algas, gimnospermas (como o pinheiro), pteridófitas (samambaias) e briófitas (musgos). E por que não falar da Flora da Faesa? 

A flora do nosso campus é dividida em ornamental – plantas cultivadas pela beleza, e arbórea – árvores de grande porte. Além disso, próximo à Faesa, existem dois remanescentes de Mata Atlântica, o Parque Municipal Gruta Da Onça e o Parque da Fonte Grande onde são encontradas todas as espécies identificadas aqui no nosso campus. Romário Oliveira é estudante de Biologia e ressalta a importância do cuidado com esses ambientes.

Vale a pena também falar rapidamente sobre a importância da preservação desses remanescentes. Estudos já comprovaram que quando pequenos fragmentos de matas estão situados em meio urbano, podem promover uma maior qualidade de vida para os habitantes”, afirma o estudante.

Estudos de identificação específicos não foram produzidos, porém, na área da botânica, estudos de morfo-anatomia já foram realizados com algumas espécies ornamentais aqui do campus, ressaltando a importância do conhecimento interno do vegetal para melhor condição de cultivo. O estudante fala também sobre a idade da flora do campus.

Eu não posso afirmar idade exata pois o ciclo de crescimento vegetal obedece as estações anuais, no inverno elas ficam inertes e no verão reiniciam seu crescimento. No Brasil não temos essa diferença de sazonalidade muito evidente, dificultando a medição cronológica, mas posso dizer que pela circunferência do caule e da altura, que temos árvores aqui no campus com cerca de 40 anos”, conta Romário.

Flora Ornamental

A planta ornamental é caracterizada pelo interesse de cultivo e na maioria das  vezes, por sua beleza, são utilizadas em paisagismo. Aqui na Faesa temos espécies ornamentais não florais, como a Clusia, essa espécie é ecologicamente muito importante no ecossistema do Espirito Santo, a restinga. Espécies ornamentais presentes em locais fechados exercem efeitos positivos na convivência, sendo importante um “espaço verde”. Já existem estudos que comprovam a eficácia de um espaço vegetal em relações interpessoais.

CLUSIAflorafaesa
Clúsia (Clusia fluminensis) / Foto: João Vitor Ramos

Espécies identificadas no campus

amendoeiraflorafaesa
Amendoeira-da-Praia (Terminalia catappa) / Foto: João Vitor Gomes
florafaesa1
Amendoeira-da-Praia (Terminalia catappa) / Foto: João Vitor Gomes
florafaesa3.
Mangueira (Mangifera indica) / Foto: João Vitor Gomes
florafaesa3
Mangueira (Mangifera indica) / Foto: João Vitor Gomes
mangueirafaesa
Mangueira (Mangifera indica) / Foto: João Vitor Gomes
mangueirafaesa2
Mangueira (Mangifera indica) / Foto: João Vitor Gomes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: