Não somos arquitetos, sabe quem somos?

Não é só de pão que vive o homem e não é só de desenhos e esboços que vive o profissional de Designer de Interiores. Ele trabalha diretamente com a interpretação de conceitos e lida com expectativas na interferência de espaços, residências, comércios ou corporações. Cria ambientes e reforça identidades através deles unindo estética e funcionalidade.

design-interior2Dependendo do foco escolhido pelo designer, ele atua na decoração de residências, comércios e indústrias. Sim, indústrias! Elas também são decoradas. Constantemente eles são confundidos com arquitetos, acontece que o designer trabalha em conjunto a eles, sem contar com os marceneiros, pedreiros, pintores e eletricistas, o que exige um conhecimento intermediário de tudo um pouco, envolvendo a área da construção e conhecendo desde o paisagismo até a parte elétrica.

Design de Interiores

Na Faesa, o curso tem duração de três anos. Disciplinas como História da Arte, Estudo de Composição e da Cor, Paisagismo, Maquete de Interiores, Gestão do Design e Vitrine e Visual Merchandising são algumas das matérias que fazem parte da grade na instituição. Os professores miram na experimentação, empreendedorismo e tecnologia por meio de aulas de campo e aproximação com o mercado através de participação em feiras e eventos, além da prática em laboratórios diversos. Lembra que o professor mirou? Então, acertou  na habilidade que o aluno adquire em projetar ambientes de forma consciente, sustentável e criativa sob a orientação de profissionais articulados. A coordenadora do curso é a mestre Tânia Maria Crivilin.

Mercado de Trabalho: onde o designer pode atuar?

Se você é daqueles que imagina o designer como decorador, saiba que ele vai muito além. O profissional pode atuar como consultor e especificador, em lojas especializadas em mobiliário, materiais de acabamento, objetos de arte, como também ter uma gestão do seu próprio escritório, com a concepção dos projetos, gerenciamento e acompanhamento de obra. O aluno Igor Delamelina comenta sobre o envolvimento com outros profissionais que os tornam completos. “Atuamos na decoração de residência e comércio, na parte ergonômica de ambos. O fato de trabalhar com outros profissionais como marceneiros, arquitetos, pedreiros, pintores e eletricistas, exige de nós um conhecimento prévio de toda a área de construção”, conta Igor.

Perfil do Profissional

De acordo com a Faesa, o profissional egresso da instituição deverá apresentar habilidades e conhecimentos como:

conhecimento técnico-teórico capaz de propor soluções criativas e tecnicamente viáveis. Um senso de análise crítica através da pesquisa e investigação racional. Ter conhecimento do setor produtivo, assim como das potencialidades do mercado, principalmente no mercado regional;

domínio da linguagem gráfica;

desenvolvimento da capacidade de dialogar com todos os profissionais que estarão envolvidos no desenvolvimento do projeto;

capacidade de abstração e raciocínio lógico e de iniciativa com visão voltada para conceitos arrojados e inovadores.

Informações sobre o curso de Design de Interiores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: