Você quer ser o melhor jornalista que você respeita?

Quando você fala em jornalismo, a maioria das pessoas logo pensa nos repórteres que aparecem na televisão. Sem contar que quando você diz que cursa jornalismo o indivíduo logo imagina que nossa obrigação, ou meta, é chegar ao Jornal Nacional (se cuida William Bonner).

Porém, a área de atuação é muito mais abrangente do que isso. Além da TV, temos os profissionais atuando em veículos como a mídia impressa (jornal e revista), rádio, mídias sociais, sem contar as áreas de fotojornalismo, assessoria de imprensa, comunicação organizacional, relações públicas… ufa!! É muita especialização num curso só! Muita informação? Vem saber um pouco mais:

Mercado de Trabalho

jornalismojpg13936125105310d6deba038

Alguns dos instrumentos de trabalho utilizados pelo jornalista Foto: Google Images

O mercado de trabalho é bem vasto, tem oportunidade para quem gosta de escrever, fotografar, filmar, se interessa em descobrir as coisas e ficar por dentro das novidades.

Na Assessoria de Imprensa, o profissional precisa utilizar conhecimentos de outras áreas, como a Publicidade e Propaganda, Marketing e Relações Públicas. Uma das principais funções do assessor de imprensa é atuar como uma ponte entre o cliente e os veículos de comunicação. Seu trabalho procurar fortalecer a imagem dos clientes representados.

Já no jornalismo impresso (Jornal e Revista), o profissional fica encarregado de uma pauta, na qual ele começa a buscar informações sobre determinado assunto, apurar e iniciar as reportagens. Vale lembrar que a apuração é parte muito importante no desenvolvimento de uma reportagem, por meio dela o jornalista consegue identificar o que é essencial para a matéria, identificando corretamente as fontes.

Sem contar que uma imagem vale mais do que mil palavras, não é mesmo? Temos profissionais específicos para registrar, ou capturar, as imagens (foto/vídeo) que vão ilustrar uma reportagem.

Sobre o curso

jornalismo

Anotações jornalísticas no tablet, caderno e celular- mais itens do curso

A duração do curso é de quatro anos, divididos em oito períodos. Durante a graduação o aluno tem contato com disciplinas que permitem a prática em diferentes áreas da profissão, como: Radiojornalismo; Fotojornalismo; Tecnologias da Comunicação; Redação Jornalística; Webjornalismo; Marketing e Gestão em Negócios e etc.

Na Faesa o aluno consegue colocar em prática o que é visto em sala de aula. Temos a TV Faesa, conta com uma programação diversificada, onde o aluno pode se envolver em diferentes funções, desde a pré-produção até mesmo a apresentação de um programa. Dentre eles, podemos destacar o Universo Faesa, com notícias dentro da própria faculdade, o Na Garagem um programa que apresenta bandas aqui do estado e o Coleta Legal que aborda pautas mais focadas na sustentabilidade e do meio ambiente. Para saber mais sobre os programas da TV Faesa entre aqui.

newsroom cnn2

FOTO: reprodução/ redação da TV CNN (Newsroom)

Além disso, o curso de Jornalismo da Faesa conta com um laboratório de jornalismo impresso, o Tendências, e um laboratório de produção multimídia, o Faesa Digital (“é nóis na fita”.

O jornal-laboratório Tendências é realizado pelos estudantes de jornalismo da Faesa desde 2002 (antes chamava-se Focalize). Seu design gráfico foi atualizado em 2008 e agora, no segundo semestre de 2013, ganhou novo layout. O Tendências é uma publicação mensal, que conta com a orientação dos professores Zanete Dadalto (fotografia), Valmir Matiazzi (texto) e Felipe Tessarolo (editoração).

Sugestões

Além disso, é importante frisar que os interessados pela área devem se manter atento às notícias, saber mais de uma língua, viajar bastante, saber de tudo um pouco, procurar estágio com a especialização que deseja e treinar, MUITO,  a escrita.

anigif_enhanced-25516-1422276799-4

“UUUH!! Depois dessa duvido que você não queira fazer Jornal!!”