“Jardins Móveis” é atração no Museu Vale

O Museu Vale está recebendo uma atração diferente, é a exposição “Jardins Móveis” dos artistas plásticos cariocas Rosana Ricalde e Felipe Barbosa.

A exposição e trabalho do casal é inspirada na técnica da “TOPIARIA”, que nada mais é do que o método de jardinagem que consiste em dar formas as plantas por meio da poda de suas folhas.

As imagens reproduzidas nos jardins do Museu Vale é a junção de objetos infláveis (boias) em formatos de bichos dos mais variados e fazem os telespectadores remeterem a ideia de memória, uma reconstrução dos animais que não existem mais. Esta exposição é a primeira de arte contemporânea que circula entre os jardins da Vale.

Imagem

Foto: Daniele Canholato

O Museu Vale ainda fortalece a ideia de que através de exposições desse tipo, fortalece que a arte é um importante elemento na formação e desenvolvimento de um individuo além de acrescentar conhecimento e diversidade cultural.

Visitando a exposição

Olá amigos, aqui quem vos escreve sou eu, Daniele.

Fui visitar a exposição “Jardins Móveis” que está acontecendo nos espaços do Museu Vale e já adianto que logo quando você chega, da de cara com um dinossauro gigante, isso mesmo… Eles tiveram todo o trabalho e cuidado para que a reprodução da figura do animal fosse reproduzida igualzinho e eles conseguiram, ficou maravilhoso.

Imagem

Foto: Daniele Canholato

Em cada jardim do Museu estava uma figura exposta e o melhor de tudo, todos eles faziam você pensar e criar na sua mente qual animal estava sendo reproduzido e acreditem, ficou igualzinho ao animal original. O casal responsável pela exposição está de parabéns, eles fizeram tudo com muito capricho e dedicação e o resultado final está incrível, vale a pena visitar.

O meu fiel companheiro e namorado embarcou comigo nessa aventura e ele também contou em suas palavras como foi essa experiência.

As pessoas que pensaram nesse evento foram muito criativas, tinham várias estruturas diferentes, em alguns animais eles reuniram boias de uma mesma cor para ficar mais real, tinha um polvo que era todo de boias vermelhas e com tentáculos grandes, uma ave pendurada em duas árvores, dando a sensação que estava voando, muito legal”, contou Jean.

Serviço

Data: 30 de junho a 24 de setembro de 2017
Horário: Terça a sexta – de 8h às 17h
                  Sábados e domingos – das 11h às 20h