4 erros de português mais comuns

O mercado de trabalho exige que a pessoa saiba falar e escrever corretamente. Além de ter uma boa redação, é preciso ter domínio da norma culta da língua portuguesa para se manter no cargo empregado ou avançar hierarquicamente na empresa.

No entanto, muitas vezes, isso acaba não acontecendo. Essa disciplina é cobrada em todos os concursos públicos brasileiros e surpreende as pessoas no momento de realizarem o exame, por causa da complexidade em que é cobrada. Além disso, a base educacional brasileira é muito escassa, com baixa qualidade de ensino, e isso faz com que as pessoas entrem no mercado de trabalho cometendo muitos erros. Os funcionários acabam enviando para seus empregadores, currículos e emails repletos de equívocos. Mas, o que fazer para evitar isso?

TELL ME!!

Conversamos com Juliana dos Santos, professora de português da FAESA, que nos diz que a maior dica é estar sempre lendo algo, seja um livro, um jornal, uma revista ou até mesmo sites.

A leitura facilita a assimilação das palavras e isso ajuda na escrita correta”

Ela nos relata os principais erros que as pessoas cometem na hora de ingressar na área de trabalho e começar a carreira, então fique atento para que você não os cometa. Vamos lá?

vamos

Principais erros

Concordância

Concordância é o modo pelo qual as palavras alteram suas terminações para se acomodarem a outras palavras, e a falta de concordância é muito comum na área de trabalho. Por isso, deve-se tomar cuidado na hora de usá-la.

Ex.: O rosto suados denunciava que ele estava correndo. ERRADO

O rosto suado denunciava que ele estava correndo. CERTO

Existe a concordância nominal e verbal. Que nada mais é que concordar os substantivos e os verbos com outras palavras.

Concordância verbal –  ex.: Os estudantes realizaram uma boa avaliação.

Concordância nominal –  ex.: Os amáveis Cláudio e Anna vieram me visitar hoje.

A concordância verbal trata das alterações do verbo, para se acomodar ao seu sujeito. Como regra geral o verbo concorda com o seu sujeito em pessoa e número.

Ex.: Os meninos jogavam bola.

A concordância nominal se baseia na relação entre um substantivo (ou pronome, ou numeral substantivo) e as palavras que a ele se ligam para caracterizá-lo (artigos, adjetivos,  pronomes adjetivos, numerais adjetivos e particípios). Basicamente, ocupa-se  da relação entre nomes.

Ex: A faculdade oferece localização e atendimento perfeitos.

Pontuação

Os sinais de pontuação são recursos gráficos da língua portuguesa, a qual muitas pessoas não sabem ao certo como e onde usá-los corretamente. Os sinais que mais confundem as cabeças das pessoas são as vírgulas, aspas e ponto e vírgula.

Vírgulas ( , )

A vírgula indica uma pequena pausa, deixando a voz em suspenso à espera da continuação do período. O principal erro é colocar a vírgula no meio da oração, separando o que não deveria. Podemos concluir que, quando há uma relação sintática (função de cada termo da oração. Ex.: sujeito, predicado, adjetivo, etc) entre termos da oração, não se pode separá-los por meio de vírgula.

Ex.: A educação, é fundamental para o crescimento pessoal. ERRADO

A educação é fundamental para o crescimento pessoal. CERTO

Aspas ( ” )

As aspas servem para citar a fala de alguém, não para indicar que algo foi irônico.

Ex.: “Amanhã terá avaliação”, diz o professor.

Ponto e vírgula ( ; )

Sempre rola aquela pergunta: aqui vai vírgula, ponto e vírgula ou ponto?

Bom, o ponto e vírgula é uma representação gráfica, sendo um intermediário do ponto e da vírgula. Ele serve como enumerador de orações, termos e itens, separando-as, porém sem deixar de ter um vínculo com as duas (ou mais) orações.

Ex.: Mariana comeu bolo; Julio, salgado frito.

Conjugação verbal

Conjugação verbal é a desdobramento de um verbo, que pode ser conjugado no passado, presente e futuro, sendo esses os tempos verbais. Também pode ser flexionado pelo seu modo, indicativo, subjuntivo e imperativo. E pela sua forma nominal, sendo elas infinitivo, gerúndio e particípio. Tendo variações nas vozes, números e pessoas também.

As principais conjugações são os verbos terminados em -ar, -er e -ir. Sendo os terminados em -ar, a primeira conjugação, -er segunda e em -ir a terceira.

Então, preparados para mergulharem de cabeça no mercado de trabalho? Sem medo de errar no uso do português?

i am ready

Um comentário em “4 erros de português mais comuns

Adicione o seu

  1. Amei a matéria. Eu mesmo já cometi alguns desses erros. Eu acho que um dos fatores que contribui à cometer esses erros é a forte influência das redes sociais de hoje; com abreviações e uso de pontuações completamente diferente da realidade.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: