Estudante de Jornalismo escreve artigo sobre Fake News

O aluno do 6° período de jornalismo, Kennedy Cupertino, de 22 anos, fez um artigo intitulado Fake News​: Ética e credibilidade jornalística em risco sobre como os jornalistas enfrentam os dilemas das notícias falsas que circulam no mundo virtual e conseguiu ser aprovado para apresenta-lo no Intercom Nacional  na categoria Intercom Jr no dia 7 de setembro em Curitiba.

Primeiramente Kennedy pretendia fazer seu artigo relacionado à Crise de Segurança Pública que aconteceu em fevereiro no Espírito Santo, mas decidiu mudar o tema para abordar as notícias falsas que rodeiam nossas relações cotidianas e dos profissionais do jornalismo. Notícias essas que se inserem no contexto de turbilhões de informações recebidas diariamente pelas redes sociais. O estudante teve auxílio do professor Felipe Tessarolo, que ajudou em orientações para seu projeto e sugeriu a inscrição dele no Intercom Jr.

thumbnail_img_8573.jpg

Kennedy com um dos livros utilizado para seu artigo / Foto: Matheus Metzker

Kennedy confessa que ficou muito feliz  ao saber que estava entre os artigos aprovados para apresentação em 7 de setembro na cidade de Curitiba e que está até sem dormir de preocupação.

Eu não estava tão confiante e esperançoso, por ser o primeiro artigo que fiz, mas quando entrei no site no dia do resultado e vi que fui aprovado, fiquei muito feliz. E agora é até engraçado que nos últimos dias nem estou dormindo direito, estou tendo sonhos que perdi o voo. É muita ansiedade”, relata o graduando de jornalismo.

Durante todo artigo, ele debate sobre como as notícias falsas podem atrapalhar na produção jornalística e como o profissional (jornalista) deve se apresentar para combater esse tipo de conteúdo. Para o aluno, quando propagamos isso, a notícia é tirada do papel principal que é informar com objetividade e veracidade. “Para nós principalmente estudantes de jornalismo, sabemos que a notícia tem o papel de informar. Então, quando você publica e compartilha algo falso, que é o Fake News, acaba trazendo uma confusão e saindo do foco principal do jornalista, afetando a credibilidade. Em consequência disso, a ética também é colocada em risco, já que o cidadão da sociedade confia no profissional por ter a convicção de que a verdade deve pautar sua profissão”, explica.

Por gostar de escrever, Kennedy fala que Fake News é o primeiro dos artigos que ainda pretende fazer. ” Gosto de escrever e ler, todo dia pesquiso uma coisa diferente. Por isso, pretendo fazer outros artigos para sempre aperfeiçoar os meus gostos (leitura e escrita) nesse sentido”, conclui.

Intercom Jr

O Intercom Júnior foi criado para ser um espaço de acolhida de trabalhos de estudantes de graduação em Comunicação Social e até de recém-graduados (até um ano após a formação) . A atividade se dá em dois momentos distintos ao longo de cada ano: no Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom) e nos congressos regionais da entidade.

Os acadêmicos podem apresentar pesquisas derivadas de projetos de iniciação científica, de trabalhos de conclusão de curso (TCC), discussões teórico-práticas oriundas de ações de extensão e artigos finais de disciplinas cursadas na graduação.