II Semana da Consciência Negra na FAESA

A II Semana da Consciência Negra na FAESA vem aí e tem como tema “Cores da Cultura e da Raça”. O evento organizado pelo curso de Pedagogia, através da iniciativa do professor Antônio Alves de Almeida, acontece nos dias 07 e 08 de novembro e foi criado para trazer os aspectos mais significativos da luta e da cultura dos afrodescendentes.
A FAESA, até 2016, não tinha um evento ou programação especial que celebrasse o Dia da Consciência Negra (20 de novembro). A partir do momento que a instituição cria a Semana da Consciência Negra, demonstra preocupação e responsabilidade social não só por atrair os estudantes, mas também por mostrar a nossa cultura de forma ampla.
O professor Antônio Alves conta que a I Semana da Consciência Negra teve como tema “Os Olhares e Saberes dos Negros no Espirito Santo” e trouxe retornos positivos.
Foi muito bom, as pessoas avaliaram bem, o reitor Alexandre gostou e então o curso de pedagogia resolveu organizar a II Semana da Consciência Negra FAESA, com o tema “Cores da Cultura e da Raça”, explica.

Objetivos

Os principais objetivos são apresentar os aspectos positivos dos povos afrodescendentes, nos mais diferentes âmbitos, superando em diferentes contextos o racismo e a discriminação. Além de enfatizar elementos materiais e imateriais, como símbolos, imagens de homens e mulheres afrodescendentes que fizeram história, destacando a beleza, a alegria, as cores e a estética que eles transmitem a toda a sociedade brasileira. O professor Antônio afirma que todos “vamos aprender muito”.
A semana da Consciência Negra traz não só estudantes e intelectuais, mas também pessoas da sociedade civil, do congo e militantes, dando visibilidade e ajudando na luta desse povo que sofreu e sofre tanto apenas por ter uma cor de pele diferente. Nós sofremos por sermos diferentes dos brancos. Apenas.

 Dia Nacional da Consciência Negra

O Dia da Consciência Negra é comemorado no Brasil, no dia 20 de novembro, data da morte de Zumbi dos Palmares, homem escravizado e líder do Quilombo dos Palmares. Zumbi é o maior representante da luta contra a escravidão no Brasil  e morreu enquanto defendia a sua comunidade e lutava pelos direitos do seu povo.

zumbi dos palmares

A data foi incluída em 2003 no calendário escolar nacional. Contudo, somente a Lei 12.519 de 2011 instituiu oficialmente o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra.

Programação

DIA 07/11/2017
16:30h – Penteados Afro (Instituto Elis Gonçalves)
               Exposição e venda de artesanato afro;
18:30h – Exposição: “O Negro na cultura popular capixaba”;
19:00h – Abertura do Evento;
19:20h – Apresentação Cultural: Jheniffer Caroline Lírio dos Santos
19:30h – Mesa Redonda: Cores e Culturas da Raça.
Mediador: Prof° Dr. Antônio Alves de Almeida
19:40h – “Comunidade Quilombola: um pouco da história e preservação da cultura negra” com Wallace da Conceição dos Anjos
20:00h – Apresentação Cultural: Jheniffer Caroline Lírio dos Santos e Teodorico Boa Morte;
20:10h – “O Negro na cultura capixaba” com Fernando Secomandi;
21:00h – Desfile Afro;
21:30h – Encerramento
 
DIA 08/11/2017

18:45h – Abertura do evento;
19:00h – Apresentação Cultural: Tony Silvaneto e Renata Costa;
19:15h – Lançamento do livro “Amorodé – poemas afro-brasileiros” de Marco Antônio Cabral Pereira
19:45h – Apresentação Cultural: Rodrigo de Souza Cruz (Poesia: Movimento Negro – MV Bill);
19:50h – Apresentação Cultural (no pátio): Banda de Congo Tambor Jacaranema. Marina Sampaio (coordenadora); 

20:40h – Oficina de Dança Afro com Gracielle Monteiro
21:20h – Encerramento
LOCAL: AUDITÓRIO CENTRAL FAESA
DATA: 07 E 08 DE NOVEMBRO DE 2017
ATENÇÃO!!!! Não perca essa programação que só vai agregar em reflexão e conhecimento de outras culturas. Inscreva-se.