Dia de TCC

O Trabalho de Conclusão de Curso, mais conhecido como TCC, é temido pelos alunos desde o início da faculdade até o dia de sua apresentação. Pensando nisso, alunos e professores criaram juntos o “Dia de TCC”, evento que aconteceu ontem (13/03) na FAESA e que contou com a participação de egressos da instituição e que se destacaram na produção de seus TCC’s.

No primeiro momento da manhã, alunos de todos os semestres dos cursos de Jornalismo e de Publicidade e Publicidade estiveram reunidos do auditório da universidade para uma palestra com Eliana Kuster (foto em destaque na matéria), professora do Instituto Federal do Espírito Santo (IFES). Em seguida, foram oferecidas mesas temáticas com as diferentes possibilidades de apresentação do TCC. Os alunos puderam optar entre audiovisual, revista e livro, pesquisa e análise, redes sociais, marketing, fotografia ou campanha publicitária para uma conversa com alunos que apresentaram o projeto de conclusão no semestre passado.

Tabela com as mesas temáticas do dia de tcc
Mesas oferecidas no Dia de TCC, turno matutino

A ideia do evento surgiu da necessidade de alunos terem um contato maior com o processo de realização do TCC. Durante a disciplina de Comunicação Organizacional, da professora Mirella Campos, Ana Clara Nair e Talita Rezende sugeriram uma interação com os colegas que já concluíram o curso. A proposta das alunas chamou atenção do professores Felipe Dall’orto e Ana Meneguelli e foi colocada em prática.

Não é a primeira vez que os alunos de comunicação têm a oportunidade de conversar com colegas já formados. Em muitas disciplinas os professores da Faesa trazem ex-alunos para contarem suas experiências durante o processo de realização do TCC. O próprio professor Dall’orto, um dos realizadores do evento, busca convidar esses egressos para apresentarem seus TCC aos colegas que estão na faculdade. A grande diferença é que o evento reuniu alunos de todos os semestres de comunicação e permitiu uma maior interação e aprendizagem.

Felipe Dall’orto acredita que o diálogo entre alunos e ex-alunos é importante para a desmitificação do que é o TCC. Para o professor, é uma forma do estudante aprender com que já vivenciou aquilo que ele está aprendendo. “O TCC é muito temido entre os alunos. Há vários mitos sobre o que ele é e sobre o seu processo de criação. Quando alguém que recentemente passou por esse processo fala sobre como foi sua experiência ajuda a desmitificar essa ideia que muitos alunos tem sobre ele”, diz o professor.

tabela-tcc2
Mesas oferecidas no Dia de TCC, turno noturno

Analisando as redes sociais

A publicitária Amanda Paganini se formou no curso de Publicidade e Propaganda no final do ano passado e aceitou o convite da FAESA de fazer parte do Dia do TCC com o projeto de conclusão “Análise da banda The Maine nas redes sociais”. Para ela, o período para decidir o tema do projeto final foi conturbado, Amanda desistiu do primeiro assunto que queria abordar e ficou sem saber o que faria. “Foi um processo de três, quatro semanas só pensando no que eu ia fazer”, disse.

Por ser grande fã da banda, que é dos Estados Unidos e não é tão conhecida assim em território brasileiro, a publicitária escolheu os cinco amigos para serem o tema principal do trabalho dela, aproveitando o momento em que eles estariam em território nacional para a turnê do último álbum lançado por eles. Amanda optou por falar sobre eles por ver a interação da banda com os fãs e por estar inserida nesse universo. “Eu achei muito interessante porque desde o começo eles sempre tiveram uma relação muito próxima com os fãs”, comentou. “Acho legal que eles trazem muito a questão da importância de você se amar, você se gostar e você se entender e acho que é isso que acaba trazendo mais pessoas para perto deles”.

Tradução: “Você merece se sentir bem. E bonita, e amada, e querida, e jovem, e respeitada, e selvagem, e complicada, e adorada, e assim por diante”.

Ter voltado à FAESA para apresentar o TCC trouxe para Amanda a sensação de nervosismo, foi a mesma de quando apresentou o projeto final para a banca avaliadora. Apesar disso, a publicitária se sentiu muito bem em apresentar um projeto que ela gastou muito tempo produzindo para uma sala cheia. “Foi muito legal poder compartilhar o que eu amei fazer para tantas pessoas. Foi realmente uma honra poder voltar e apresentar meu projeto pra elas”, declarou.

Como dica para os alunos do ensino superior que estão pensando em temas para o TCC, Amanda comenta que existem várias vertentes, mas os estudantes sempre devem colocar na ponta do lápis o que interessa a cada um. “Querendo ou não, você vai estar em um relacionamento com o seu TCC durante um ano, então tem que ser realmente uma coisa que você ame e que não vá enjoar”, disse.

Apesar das opiniões alheias, minha dica é você fazer o que gosta e só se jogar. É desesperador, dá vontade de gritar, mas, no final das contas, é muito gratificante imprimir e olhar que aquilo ali na minha mão fui eu quem escreveu”, falou orgulhosa.

Fotografia

fotografia mostrando os dois ex-alunos que apresentaram o TCC e a professora Zanete Dadalto através do vidro da porta, e na porta está escrito o nome deles e o título dos seus respectivos TCCs
Apresentações de TCC de fotografia / Foto: Mylena Valim

No laboratório de fotografia teve a apresentação dos TCCs O fotojornalismo móvel nos jornais impressos da A Gazeta e A Tribuna, do egresso e repórter da Folha Vitória Iures Wagmaker e “Eu sou o meu gênero”, do também ex-aluno e repórter do jornal impresso A Tribuna Thiago Alencar, com a professora de fotojornalismo da FAESA Zanete Dadalto.

O fotojornalismo móvel nos jornais impressos da A Gazeta e A Tribuna

Iures Wagmaker apresentando seu TCC
Iures Wagmaker apresentando seu TCC para os alunos / Foto: Zanete Dadalto

Iures Wagmaker relatou aos alunos presentes em sala a realidade de realizar o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). “No início do curso eu não tinha uma ideia formada, até que chegou a primeira reunião de TCC”, tranquiliza o repórter. Sua ideia inicial era fazer um documentário, logo após ele decidiu fazer algo relacionado a fotografia, porém não gostaria de fazer um produto, mas sim um artigo.

Só depois da aula de revista (hoje em dia não está mais na grade curricular do curso de jornalismo), dada pela professora Mirella Bravo, que o estudante teve que apresentar um seminário que foi dividido pela turma e seu capítulo era sobre fotos de smartphones, momento que surgiu a ideia de seu tema.

Por que decidiu abordar esse tema?

Como o telefone celular é um aparelho indispensável, todo mundo tem, Wagmaker optou por fazer um artigo sobre. Além de a fotografia através desse aparelho ser muito utilizado, e, hoje em dia, não apenas nas redes socias, mas nos jornais também, tanto online quanto impresso. E é exatamente isso que o ex-aluno da FAESA retratou.

Dicas

Iures indicou que os alunos dos períodos iniciantes a começar a procurar livro e um tema. Não deixando para a última hora.

Eu consegui terminar um mês antes do prazo de entrega, mas eu gostaria de ter finalizado antes, pois eu sei que isso era possível”, diz Iures.

“Eu sou o meu gênero”

Apresentação de Thiago
Thiago Alencar apresentando seu TCC / Foto: Mylena Valim

Thiago Alencar apresentou seu TCC “Eu sou o meu gênero” relatando como foi produzir um ensaio fotográfico, sendo um pouco mais complicado, tanto pelo trabalho de produzir fotos quanto pelo fato das pessoas não se sentirem totalmente confortáveis quando se coloca uma câmera em sua frente logo de primeira.

Sua ideia era fotografar as emoções das pessoas, não poses ou imagens montadas, assim como a professora Zanete os ensina em sala.

Seu processo começou em 2015 como um pré-projeto. A ideia original era fazer um documentário com o tema A primeira vereadora travesti no interior nordeste brasileiro. Porém, por causa de uma série de imprevisto, não foi possível realizar.

Como, desde o início, eu já tinha em mente fazer vídeo ou fotografia, optei pela fotografia” , diz Thiago

Ele traz esse fato como amostra de que nem sempre sua ideia original vai para frente, as vezes é preciso mudar e fazer algo mais cabível à situação.

Dicas

Thiago indica aos alunos a não pensar no TCC somente como um trabalho acadêmico, para o aluno levar essa ideia mais a frente. “Eu vendi o meu para uma ONG e para a Defensoria Pública”, relata o repórter. Fazendo isso, as pessoas irão lembrar de você e de seu trabalho por um tempo maior.

* Por motivos de força maio, a mesa da Ana Carolina – O Impeachment  da presidente Dilma Roussef nos discursos da Veja e da Carta Capital – foi substituída pela Beatriz Dessaune com a apresentação do trabalho O Pequeno Gigante: 70 anos de Fluminensinho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: