OSES e Jards Macalé revivem a memória de Sérgio Sampaio

Sérgio Sampaio é considerado um dos malditos da música popular brasileira. Hoje, seu nome é nome é conhecido e respeitado, mas por muito tempo o cantor e compositor cachoeirense permaneceu na obscuridade. Com a intenção de homenagear e de divulgar a obra de uma dos maiores artistas do estado, o Festival Sérgio Sampaio (ano passado estivemos lá, acompanhe aqui), que acontece entre os dias 10 e 14 de abril, oferece aos público encontros e concertos que resgatam a memória do músico capixaba. A TV FAESA estará novamente no evento e transmitirá ao vivo pelo Facebook os concertos do dia 13 e 14.

No início dos anos 1970, Sérgio Sampaio ganhou destaque pela música “Eu quero botar
meu bloco na rua”
, que representava a luta da juventude contra a repressão da ditadura militar.
A música alcançou um enorme sucesso, sendo tocada em blocos de carnavais e em rádios populares. O sucesso comercial, no entanto, não prevaleceu. O seu disco de estréia, que possuía o mesmo nome da canção, foi um fracasso de vendas e não atingiu o sucesso comercial almejado pelas gravadoras.

O título de marginal não foi dado a toa. O lirismo e a poética das letras de Sampaio junto ao seu estilo de vida boêmio e subversivo não eram atrativos para o grande público. Além disso, a postura polêmica diante da indústria fonográfica o afastaram da mídia conservadora e elitista da época. Sérgio Sampaio peitava as grandes gravadoras da época recusando-se a compor e a gravar músicas que seriam voltadas exclusivamente ao sucesso comercial e ao lucro dos empresários musicais. O cachoeirense seguiu sua carreira de forma independente e com um espírito rebelde e poético que apesar de distanciado da fama lhe garantiu o respeito e admiração de inúmeros artistas contemporâneos.

193251

Os cabelos longos faziam parte do estilo rebelde de Sérgio Sampaio

A obra de Sérgio Sampaio ganhou outra dimensão a partir de 1994, ano de sua morte. Seu trabalho foi redescoberto e revistado por diversos artistas que garantiu ao músico espírito-santense um espaço entre os grandes nomes da música brasileira. Atualmente, pode ser considerado um dos músicos mais influentes da MPB. Seu legado está cada vez mais forte e atrai seguidores e fãs de diversos cantos do Brasil.

Em sua 12° edição, que recebe o nome de “Um Compositor Popular” – uma referência a música “Tem que acontecer”, o Festival Sérgio Sampaio, trará ao centro de Vitória diversas atrações homenageando o músico. Entre elas, destacam-se o bate-papo com Jards Macalé, cantor e compositor carioca que além de ser um grande admirador da obra de Sampaio foi também seu amigo em vida, e a apresentação da Orquestra Sinfônica do Espírito Santo (OSES).

26991985_2103596309680782_963591147624844220_n.jpg

Confira programação do Festival:

10 de abril (terça-feira) 

19h30 –  Dia do Curioso Musical – O Violão em Sampaio
Uma conversa sobre a criatividade violonística na obra de Sérgio Sampaio – com Fábio do Carmo e Lucius Kalic.
Centro Cultural Sesc Glória – Avenida Jerônimo Monteiro, Centro.
Ingressos à venda na bilheteria do Teatro Glória a partir de 4 de abril: R$10,00 (inteira), R$5,00 (meia) e R$6,00 (conveniados) Ingressos: R$ 10 (inteira); R$ 5 (meia-entrada e comerciários) e R$ 6 (comerciantes e conveniados).

13 de abril (sexta-feira)

20h – Bate-papo Musical – com Jards Macalé e Mônica Vermes. Participação de João Sampaio.
Centro Cultural Sesc Glória
Ingressos à venda na bilheteria do Teatro Glória a partir de 4 de abril: R$10,00 (inteira), R$5,00 (meia) e R$6,00 (conveniados)

22hSampaiada na Gama Rosa com intérpretes convidados cantando Sampaio em bares do Centro de Vitória.
Grappino Rango Bar, Casa de Bamba e Doca 183 –  Rua Gama Rosa, Centro. Couvert único: R$5,00

 14 de abril (sábado)

20h – Grande show com a Orquestra Sinfônica do Estado do Espírito Santo, Duo Zebedeu, instrumentistas convidados e cantoras e cantores de destaque no cenário musical capixaba.
Centro Cultural Sesc Glória
Ingressos: R$ 10 (inteira); R$ 5 (meia-entrada e comerciários) e R$ 6 (comerciantes e conveniados).

22h – Sampaiada na Gama Rosa
Rua Gama Rosa, Centro. Couvert único: R$5

Abaixo, confira uma prévia do que será o evento.