Contagem regressiva #2

Contando a partir de hoje, faltam 62 dias para a Copa do Mundo na Rússia. Ainda há quem diga que não vai torcer para o Brasil no maior evento de futebol do planeta, mesmo que a atuação da seleção brasileira, sob o comando do técnico Tite, esteja recebendo comentários  positivos. Mas nós do Faesa Digital ainda acreditamos que a opinião delas ainda pode mudar. Afinal, quem é que consegue ignorar os sentimentos de euforia e emoção durante a Copa do Mundo? Pois é, ninguém.

Uma coisa que muitas pessoas se lembram, quando o assunto é esporte (principalmente futebol), é que o Brasil é o país do futebol. Toda a sociedade brasileira adora ouvir essa afirmação saindo da boca de um gringo, mas sabemos que não são todos os brasileiros que sabem o real motivo dessa frase. Você sabe por que a nação brasileira é o país de um dos esportes mais praticados no mundo inteiro?

A resposta mais encontrada em sites de pesquisa é que o Brasil é o país que mais ganhou títulos de copas do mundo, tendo cinco taças garantidas até agora. Exatamente, somos pentacampeões e não tem nenhum país que detenha tantos títulos como o nosso! A Alemanha e a Itália ganharam 4 vezes cada um, a Argentina e o Uruguai possuem 2 taças cada um e França, Inglaterra e Espanha venceram a Copa apenas 1 vez.

Além de ser a nação com mais vitórias na Copa do Mundo, o Brasil é o país que tem lançado cada vez mais jogadores importantes para a história do futebol, afinal esse é um esporte que nasceu no sangue de cada brasileiro. Em cada rua, quadra de futebol ou até mesmo na areia o futebol pode ser visto sendo jogado por crianças, tanto meninos quanto meninas.

A história de muitos jogadores brasileiros que fizeram e ainda fazem muito sucesso na Europa começa assim: jogava bola desde pequeno na rua, depois foi para o centro de treinamento (conhecido como CT) de alguns clubes grandes e importantes (como o Santos, Flamengo, Vasco e outros) e se tornaram profissionais. No time que foram contratados, fez sucesso e conseguiu uma oferta incrível para jogar no futebol europeu. E assim o nome do Brasil é levado mais uma vez para fora do país como fábrica de jogadores espetaculares e habilidosos.

Os jogadores mais famosos que são associados ao nosso país são Romário, Garrincha, Zico, Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, e o rei Pelé. Claro que existem outros que já aposentaram as chuteiras e ainda são lembrados por essa fama, mas, com essa nova geração, outros já possuem mais sucesso e possuem o sangue brasileiro correndo nas veias:  Willian (Chelsea), Daniel Alves (Paris Saint-Germain), Phillipe Coutinho (Barcelona), Marcelo (Real Madrid), Alisson (Roma) e, óbvio, Neymar (Paris Saint-Germain).

Confira a lista de jogadores brasileiros que foram vendidos para clubes europeus:

Lucas Moura: Agora jogador do Tottenham (Inglaterra), Lucas já jogou no São Paulo e Paris Saint-Germain (São Paulo) antes de se transferir em janeiro de 2018 para o país inglês.

Neymar: O menino começou sua história no Santos. Em 2013, o Barcelona (Espanha) fez uma oferta para o clube brasileiro e Neymar foi transferido. Ano passado, a imprensa do mundo inteiro divulgou a maior compra no mundo do futebol: o Paris Saint-Germain pagou mais de R$820 milhões de reais na multa rescisória pelo jogador.

Robinho: O atacante já tinha passado pelo Santos, Real Madrid e estava no Manchester City (Inglaterra) quando voltou para o clube brasileiro em 2010 como um empréstimo. Ele foi vendido para o Milan (Itália) e voltou para o Santos novamente emprestado pelo time italiano. De lá, Robinho foi vendido para o Guangzhou Evergrande (China) e voltou para o Brasil, mas agora contratado pelo Atlético Mineiro. Atualmente ele está no clube Sivasspor (Turquia).

David Luiz: O profissional atuava no Vitória e foi vendido em 2007 para o Benfica (Portugal). Em 2011, foi vendido para o Chelsea (Inglaterra), onde ficou por três anos e se transferiu para o Paris Saint-Germain, mas voltou para o clube inglês em 2016, onde está até hoje.

Philippe Coutinho: A história de Coutinho começou no Vasco. Foi vendido para o Internazionale (Itália) em 2010 e foi emprestado para o Espanyol (Espanha) por um ano. Em 2013, foi vendido para o Liverpool (Inglaterra) e foi vendido novamente no início desse ano para o Barcelona.

Alisson: O goleiro da seleção brasileira iniciou sua história no Internacional e foi vendido para o Roma (Itália) em 2016.

Daniel Alves: Em 2010, o lateral-direito brasileiro já atuava no Barcelona há dois anos. Em 2016, foi vendido para a Juventus (Itália) e foi transferido para o Paris Saint-Germain um ano depois.

Vinícius Júnior: O ponta-esquerda do Flamengo ainda não saiu do Brasil porque não possui 18 anos para assinar o contrato, mas já foi vendido para o Real Madrid (Espanha).

Gabriel Jesus: Saindo do Palmeiras, onde começou a jogar como profissional, o atacante foi vendido para o Manchester City no ano passado.

Basicamente, esses são os principais motivos para o Brasil ser o país do futebol, qualidade devidamente aplicada graças à quantidade de vezes que a seleção brasileira ganhou os títulos da Copa do Mundo. Sinta-se à vontade para nos contar mais alguma razão para o Brasil ser o país do futebol e lembre-se: faltam 62 dias para a Copa do Mundo na Rússia!