Biblioteca FAESA: Campanha de doação de livros literários

Quem passa pela biblioteca da FAESA já deve ter reparado na novidade: uma caixa para a doação de livros literários. A campanha é uma ideia da bibliotecária Alessandra Pattuzzo, coordenadora da biblioteca do Centro Universitário, e recolhe livros para crianças de uma escola da rede municipal.

Foto da frente da Biblioteca da Faesa com a caixa para a doação de livros
Caixa para a doação de livros na Biblioteca da Faesa

Desde que assumiu a coordenação da Biblioteca da FAESA, em 2017, Alessandra tem realizado projetos em escolas das comunidades próximas. No ano passado, trabalhou no CMEI Meireles com contação de histórias.

Diante o sucesso da experiência anterior, Alessandra decidiu dar continuidade ao projeto. Este ano, iniciou uma campanha para arrecadar livros para a escola municipal Adilson da Silva Castro, localizada no bairro de Monte Belo, próximo a FAESA. De acordo com a coordenadora, a escola trabalha muito com a leitura, mas como o colégio não recebe verba suficiente para a aquisição de novos livros as crianças acabam lendo sempre os mesmos. “Elas adoram ler, mas estão enjoadas dos mesmos livros. Precisamos levar novas obras”, diz a bibliotecária.

 

Crianças lendo Harry Potter
Harry Potter é um dos livros favoritos dos pequenos

Alessandra quer mudar este cenário. A proposta é levar mais conhecimento para esses alunos e aumentar ainda mais o gosto deles pela literatura. A biblioteca recebe qualquer tipo de livro, mas a coordenadora  fala da preferência dos alunos por fenômenos da literatura infanto-juvenil e da necessidade de livros didáticos. “As crianças adoram best-sellers como Harry Potter e Jogos Vorazes, mas estamos abertos para receber qualquer tipo de livro”

Importância da leitura


A leitura é a base da formação escolar. Esse pensamento é defendido por Juliana dos Santos, professora de Comunicação e Linguagem, disciplina dada aos alunos dos cursos de Comunicação Social.
Sem a leitura é difícil que crianças tornem-se bons profissionais quando adultos. Muitos alunos universitários têm dificuldades em interpretar questões e textos acadêmicos exatamente porque não tiveram uma educação literária adequada. Isso acaba sendo refletido em diversos setores da vida. Além disso, o hábito de ler ajuda na formação de indivíduos mais críticos e conscientes do meio em que vivemos.
De acordo com Alessandra e com Juliana, para que a leitura se torne um hábito é importante que ela seja incentivada ainda na fase de alfabetização. “Sem o incentivo a leitura a criança dificilmente será um leitor quando adulto”, diz Juliana.

 

Tirinha da Mafalda, onde ela fala para o seu amigo Felipe, "Viver sem ler é perigoso. Te obriga a crer no que te dizem" Juliana ainda enfatiza que a leitura vai muito além da decodificação da palavras e inclui principalmente a interpretação e a compreensão de texto. Quando expostas e encorajadas desde cedo aos livros as crianças desenvolvem uma maior capacidade de entendimento, o que será usado pelo resto da vidas delas.

Para gostar de ler

giphy

Para Juliana, o valor de uma revista não é diferente ao de um livro e através dela é possível aumentar o interesse da criança pela leitura. A professora destaca a revista Mundo Estranho, voltado ao público infanto-juvenil, e que apresenta de forma lúdica curiosidades e informações científicas.

Até mesmo a leitura de gibis é apropriada e estimulada, o importante é ler. Muitas crianças começam lendo histórias em quadrinhos e partem para clássicos da literatura infanto-juvenil. “É do mínimo que se constrói algo maior”, diz Alessandra.

A internet também tem um papel fundamental. “A criança de dois anos já está com o tablet na mão. Ela pode não sabe ler, mas já sabe escolher um vídeo no youtube”, diz Juliana. Nesse caso, as redes sociais e os portais de notícias podem contribuir aumentando o interesse da criança pela leitura e fazendo ela ir atrás de mais informações. A internet instiga a imaginação e aumenta a curiosidade das crianças, que sempre estão buscando por algo novo e diferenciado.

Crianças usando tablets
Os tablets são ótimos auxiliares na educação infantil

Precisamos, no entanto, saber como usar as novas tecnologias e como transformar a leitura virtual em leitura física.  É um desafio a ser enfrentado. O uso de computadores e tablets tem mostrado resultados positivos em várias áreas da educação infantil e se bem usada, podem contribuir bastante no incetivo a leitura.

AVA-100.jpg
Você tem algum livro na sua estante e não sabe o que fazer com ele?
 Deixe na biblioteca da FAESA e colabore com a campanha! Revistas e histórias em quadrinhas também são aceitas. Ajude na formação e na educação das crianças da escola Adilson da Silva Castro. A campanha começou no início de abril e fica até o dia 30 junho. As crianças agradecem!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: