Culturalize: evento da Faesa promove cultura e arte

Um bom repertório cultural é essencial para a formação de qualquer profissional, ainda mais quando estamos falando de comunicadores sociais. Diante disso, a professora Juliana dos Santos idealizou o Culturalize, um projeto que inicia nesse próximo sábado, dia 19/05. O evento irá acontecer no auditório da FAESA às 9h e será aberto tanto para alunos quanto para o público.

O objetivo do Culturalize é proporcionar aos alunos da universidade novas visões de mundo e conhecimento de diferentes áreas, como a literatura, a sociologia e a filosofia. “Queremos trazer aos alunos um conhecimento que vá além do que é passado em sala de aula“, diz Juliana.

O evento de sábado é um piloto de um projeto ainda maior e que busca agregar as diferentes manifestações culturais. Nessa primeira edição, os alunos da Faesa participaram de um bate-bapo sobre literatura com Marcos Ramos, colunista do jornal A Gazeta e doutorando em Estudos Literários na UFF . A evento ainda terá a participação do professor William de Oliveira, que ficará responsável por trazer músicas a roda de conversa.

Bate-bapo musical

13006647_1111773208844016_3031261635621314174_n
O professor William de Oliveira é um grande amante da música

Além de lecionar a disciplina de Linguagem Audiovisual aos alunos dos cursos de comunicação da FAESA, William também é muito ligado a música. Assim como Juliana, o professor acredita no poder transformador da arte e da cultura na vida dos alunos.

Para animar e trazer ainda mais conhecimento para a conversa, William apresentará uma seleção musical rica em cultura e informação durante o bate-papo, com músicas de diferentes épocas e que são importantes para a nossa história. O professor defende que a música é um ótimo recurso para que temas da atualidade possam ser debatidos e estudados.

O evento também irá abrir espaço para todos aqueles que queiram mostrar um pouco de seu talento. “A ideia é que sejam apresentadas músicas que tragam no seu contexto alguma discussão para o momentos que estamos vivendo”, diz o professor.

O que esperar?

Conhecimento, ou melhor, uma troca de conhecimento. “O aluno precisa entender que o conhecimento é uma troca, uma construção“,  diz Juliana. A professora garante que bate-bapo irá abrir novos horizontes e expandir o conhecimento de todos aqueles que participarem.

Como já foi dito anteriormente, a proposta do projeto é expandir o conhecimento do aluno para além do currículo acadêmico tradicional. Muitos alunos acabam limitando o seu conhecimento àquilo que é aprendido na sala de aula. Com o Culturalize, Juliana pretende que os alunos consigam enxergar novas possibilidades de aprendizagem e de comunicação.

“O aluno não será um bom jornalista ou bom publicitário só lendo textos teóricos e acadêmicos, que são dados em sala de aula pelos professores passados em aula. Ele precisa ter um conhecimento de mundo e um bom repertório cultural. É muito importante que os alunos entendam que na comunicação esse tipo de conhecimento é fundamental na formação de profissionais capazes de fazer a diferença.” relata a professora.

Participação dos alunos

cartaz a3.jpg
Cartaz do projeto, feito pelos alunos da Integrada, agência de publicidade da FAESA

É importante reforçar que o evento é colaborativo e a participação dos alunos é muito importante para que ele aconteça. “O palco está aberto para quem quiser se manifestar, seja por meio da música ou da poesia”, informa William. O incentivo é para que os alunos, além de aumentarem o seu repertório, tenham a oportunidade de se expressarem da forma artística.

Juliana e William esperam que o projeto continue e pretendem trazer diferentes palestrantes ao longo do semestre, mas, para isso, é necessário que os alunos estejam dispostos a participar. “É uma parceria. Queremos trazer conhecimento e participar da formação cultural do aluno, mas para isso ele precisa querer”, acrescenta Juliana.

Os professores almejam despertar nos alunos um maior interesse em participar e até mesmo mobilizar eventos culturais dentro da faculdade. “A  grande vontade nossa é que os alunos comecem a fazer os projetos.  Queremos que eles tomem a iniciativa de criarem os eventos que eles quiserem. Daremos todo o apoio“, completa William.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: