Thalita Mathias

Alunos da FAESA participantes do Gazeta Lab na Rede Gazeta (Foto: Adessandro Reis)

Dois grandes projetos da Rede Gazeta se uniram e com essa união veio a oportunidade que a maioria dos alunos sonha ter. O movimento “Somos Capixabas” agora está integrado ao Gazeta Lab e os alunos da FAESA Centro Universitário, junto dos alunos de outras instituições participantes, irão atuar de forma ativa na elaboração de conteúdos para o projeto.

O “Somos Capixabas” nasceu em 2018 como uma forma de comemoração ao aniversário de 90 anos da Rede Gazeta, mas a comemoração se daria de uma maneira diferente, com um projeto de evidenciação daquilo que o Estado tem de mais bonito para oferecer. Com esse “casamento”, o Gazeta Lab, que já era uma ferramenta de troca de experiencias e ideias entre alunos e profissionais do jornalismo desde 2016, ficou ainda melhor.

Apostando em um método inusitado para a escolha dos alunos representantes, a FAESA criou um edital separando-os em equipes. Dentro desse projeto, não só a comunicação foi beneficiada, mas alunos de todos os cursos oferecidos pela Instituição tiveram a oportunidade de participar. Os times foram formados por um aluno de Jornalismo, um de Publicidade e Propaganda e um de outro curso. Cada equipe teve a responsabilidade de criar um vídeo de um minuto contando uma história. Ao final do processo de seleção foi formado um time de seis alunos: dois de Jornalismo, dois de Psicologia e dois de Publicidade e Propaganda para participar do Gazeta Lab.

Os alunos que passam por essa experiência asseguram um crescimento na graduação e na vida profissional, principalmente aqueles que querem seguir o mesmo segmento. A coordenadora dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda, Marilene Mattos, apontou os benefícios que uma atividade como essa pode trazer para as pessoas que se permitem vivenciar essa oportunidade.

A vivência profissional é o maior benefício, pois são alunos que estão convivendo com profissionais do mercado, estão desenvolvendo um projeto dentro de uma empresa de comunicação. Além da vivência profissional, a possibilidade de fazer uma atividade extra-curricular que envolve o mercado e várias outras faculdades e possibilita o desenvolvimento de um projeto com estudantes de outros cursos

Marilene Mattos

Dentro desta iniciativa estão participando alunos das seguintes instituições: FAESA Centro Universitário, Universidade Federal do Espírito Santo, Universidade de Vila Velha e o Centro Estadual de Educação Técnica Vasco Coutinho.

Participantes

Alunos FAESA integrantes do Gazeta Lab junto com o professor Felipe Tessarolo (camisa verde) e a madrinha e egressa FAESA Luma Wernersbach (crachá pendurado) (Foto: Adessandro Reis)

Entre os escolhidos, os alunos Gedyson da Cunha Viana, Tathiane Mendes da Costa e Cristina Gomes dos Santos são alguns dos alunos da FAESA que resolveram se arriscar nessa nova empreitada e estão tendo a oportunidade de trabalhar e também aprender com os gigantes do Jornalismo no Estado.

Está sendo uma oportunidade muito grande, pois nós sabemos e temos pelo menos uma base. Vamos nos reunir com pessoas experientes na área. Vamos encontrar profissionais do jornalismo que vão passar muita coisa pra gente e isso vai agregar muito para nossa formação

Gedyson da Cunha Viana, aluno de Jornalismo

Esse projeto na gazeta tende a agregar muito na minha vida profissional porque estamos trabalhando com áreas que não são as nossas e que nos fazem crescer profissionalmente. Isso é bacana para nossa construção e caminhada, pois nos faz sair da nossa zona de conforto da publicidade

Tathiane Mendes da Costa, aluna de Publicidade e Propaganda
Os alunos FAESA participantes do Gazeta Lab em momento de descontração na Rede Gazeta (Foto: Adessandro Reis)

Animados com a oportunidade de fazer parte de um projeto como esse, os alunos falaram sobre as expectativas e a felicidade de estar em contato de forma direta com uma empresa referência em comunicação. Os outros alunos que também embarcaram nessa nova jornada e que completam o time de estudantes selecionados pela FAESA foram a Valesca Nunes Figueiredo, o Thiago Soares Da Cruz e a Mayara Garbini Lemos.

Minha expectativa esta a mil porque é uma situação nova para mim. Eu estou no primeiro período de jornalismo e é uma coisa bem mágica. A gente está aprendendo muito e buscando novos conhecimentos que eu nem esperava ter. Está sendo além do esperado

Thiago Soares Da Cruz, aluno de Jornalismo

Eu achei interessante essa integração com outros cursos para a gente sair da nossa bolha. O fato de eu ter tido contato com a Gazeta e ter a coragem de participar desse projeto está sendo muito gratificante

Valesca Nunes Figueiredo, aluna de Psicologia

Mentores

O mentor Felipe Tessarolo junto à coordenadora dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da FAESA, Marilene Mattos, e a madrinha da equipe Luma Wernersbach (Foto: Arquivo Pessoal/Instagram)

Os temas foram separados em quatro categorias: Sociedade, cultura, educação e meio ambiente. Cada instituição ficou encarregada de um diferente assunto e a FAESA vai ser a responsável pela criação de conteúdo da parte cultural. Durante o projeto, os alunos contarão com a monitoria do professor Felipe Tessarolo, que irá atuar como mentor da equipe, além de ser o “elo” do projeto dentro da FAESA.

Meu papel é orientar os alunos e incentivar no desenvolvimento das ideias. Eles estão trabalhando com a maior empresa de comunicação do Estado e a ideia elaborada será produzida e executada por profissionais. Minha expectativa está sendo a melhor possível e os alunos estão empolgados

Felipe Tessarolo

A egressa da FAESA formada em Publicidade e Propaganda no ano de 2017 e hoje produtora do programa “Em Movimento” da Rede Gazeta, Luma Wernersbach entra como parte do time FAESA nessa nova empreitada. E se Felipe Tessarolo é o elo da equipe na Instituição, a Luma atuará como madrinha do grupo e a conexão da equipe dentro da empresa.

Nós aqui sabemos como fazer, estamos praticando e criando conteúdo. Já temos a manha de fazer o jornalismo. Os universitários estão com a mente borbulhando de ideias e com muita criatividade. A Gazeta percebe isso nos universitários, esse potencial para surpreender. Quando ela promove um projeto como esse, é para dar aos alunos a experiência e aprender com eles

Luma Wernersbach
Publicado por:Thalita Mathias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s