Lorenzo Francez

O automobilismo está de luto. No dia 20 de maio de 2019, o austríaco Niki Lauda, tricampeão da Fórmula 1, morreu após uma crise renal. O ex-piloto estava, atualmente, como diretor da equipe de Mercedes GP, que disputa o campeonato de Fórmula 1.

O diretor da equipe de Mercedes, Niki Lauda, faleceu há uma semana (Foto: Internet/AFP)

Durante esse ano, a Fórmula 1 relembrou outra perda: os 25 anos da morte do brasileiro Ayrton Senna, piloto tetracampeão e detentor de vários recordes, que, mais tarde, foram quebrados pelo piloto alemão Michael Schumacher. O alemão, infelizmente, sofreu um acidente em 29 de dezembro de 2013 esquiando na França.

O piloto brasileiro Ayrton Senna conquistou quatro títulos na fórmula 1 (Foto: Internet/AFP)

Esses relatos mostram que os heróis antigos da categoria mais charmosa do automobilismo estão deixando saudades, não apenas por parar de correr, mas, também, por sofrerem com a morte.

O que nos resta, é acompanhar a Fórmula 1 atual, vendo o piloto inglês Lewis Hamilton quebrando recordes e podem ultrapassar Schumacher neste quesito. Hamilton é pentacampeão do mundo, deixando para trás Niki Lauda e Ayrton Senna. Agora, o piloto inglês vai buscar o sexto título.

O inglês Lewis Hamilton busca quebra vários recordes e busca o sexto título na Fórmula 1 (Foto: Internet/ Divulgação)

Fórmula 1 2019

A atual temporada da Fórmula 1 está acirrada pelo menos para os pilotos da Mercedes GP, Valteri Bottas e Lewis Hamilton. Os dois dividem as vitórias nas cinco primeiras etapas, sendo Hamilton líder do campeonato com 7 pontos de diferença para o rival: 112 contra 107. O piloto inglês venceu três Grandes Prêmios, enquanto o piloto finlandês somou duas vitórias.

A próxima etapa da Fórmula 1 será o GP de Mônaco, o mais charmoso da temporada. Equipes como Ferrari e Red Bull tentam quebrar a hegemonia da Mercedes. Um ingrediente especial para a corrida de Mônaco é a presença do piloto monegasco Charles Leclerc. No ano passado Leclerc correu pela equipe Sauber e abandonou a corrida por problemas no freio. Nesta temporada o piloto corre pela Ferrari tendo grandes chances de um bom resultado.

A Fórmula 1 está competitiva, mas o saudosismo está presente. Acompanhar batalhas épicas entre Senna e Prost, Lauda e Piquet, Schumacher e Hakkinen (está escrito certo o nome dele?) ficam na memória do apaixonado por velocidade. Os heróis estão deixando saudades na F1, mas a Fórmula 1 continua com todo o glamour. Agora, com inovações tecnológicas e não deixando a competitividade de lado.

Podem surgir diversas categorias de automobilismo, mas a Fórmula 1 sempre será a principal, a mais charmosa, a melhor. Goste ou não, essa categoria tem seu valor e ele é alto…

Publicado por:Valmir Matiazzi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s