Vinícius Antunes

A jornalista esportiva e campeã mundial de bodyboard Glenda Kozlowski esteve no Espírito Santo para dar uma palestra no Congresso Estadual de Recursos Humanos do Espírito Santo (CEARH-ES) e concedeu entrevista coletiva para os jornalistas capixabas e para os estudantes do Laboratório de Comunicação e Mercado (Lacos).

Glenda deixou algumas dicas para as mulheres que querem seguir no ramo do jornalismo esportivo. A primeira delas é passar por cima do preconceito. “Essa coisa do preconceito depende da forma que você olha para ele“, afirma Glenda.

Glenda Kozlowski em entrevista coletiva no CEARH-ES 2019 (Imagens: Lorenzo Francez / Lacos – Núcleo Audiovisual)

Além de como lidar com a importunação, Glenda também falou de que maneira as redes sociais ajudam essas “guerreiras” que querem trabalhar com o jornalismo esportivo.

Hoje, você faz o que você quiser. Você tem um blog, uma televisão. No YouTube você monta a sua programação. Então, não tem mais empecilho. Não tem mais um muro na sua frente

A Jornalista Glenda Kozlowski
Glenda Kozlowski em entrevista coletiva no CEARH-ES 2019 (Imagens: Lorenzo Francez / Lacos – Núcleo Audiovisual)

Trajetória

Glenda Kozlowski na cobertura da Copa do Mundo da África do Sul de 2010 (Foto: Alex Carvalho/Globo)

Glenda Kozlowski Leal nasceu em 9 de julho de 1974, no Rio de Janeiro, e atua no Grupo Globo desde 1992 quando iniciou a carreira como apresentadora do programa ”360º” do canal Top Sport, atual SporTV. Em 1996, começou a apresentar o programa da TV Globo “Esporte Espetacular” e permaneceu por 20 anos.

No final de 2013 também comandou o quadro “Bolsa Redonda” dentro do “Esporte Espetacular” e de 2009 a 2013 conduziu a transmissão dos desfiles das escolas de samba do grupo especial do Rio de Janeiro juntamente com Cléber Machado e Luís Roberto. Em 2018, apresentou o programa “As Matrioskas” na pré-Copa do Mundo da Rússia 2018. Atualmente Gelnda apresenta o “Tá na Área”, programa diário do canal pago SporTV.

A jornalista participou da cobertura dos seguintes eventos esportivos:

  • Olimpíada de Sidney – 2000
  • Copa do Mundo da Alemanha – 2006
  • Olimpíada de Pequim – 2008
  • Copa do Mundo da África do Sul – 2010
  • Olimpíada do Rio de Janeiro – 2016
  • Copa do Mundo da Rússia – 2018

A jornalista também comentou sobre o futuro e revelou que está trabalhando para criar um instituto para ajudar atletas que não possuem apoio financeiro.

Esse instituto é chamado “Instituto Um Real” e é para ajudar atleta. O atleta vai ter quer mostrar que já fez parte de alguma competição, dependente da modalidade, estadual, regional, nacional ou mundial. Terá um plano de três messes no qual vamos ajudar aquele atleta a conseguir uma viagem ou pagar o técnico que ele precisa para se desenvolver e conseguir realizar suas metas.

Glenda Kozlowski

Foto principal – Renato Cabrini / Next Editorial

Publicado por:Vinícius Antunes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s