Rosiane de Oliveira

O fone de ouvido é um acessório indispensável para quem não abre mão de ouvir uma boa música ou, até mesmo, notícias pelo celular. Na falta dele, algumas pessoas não se incomodam em dividir o acessório com outra pessoa. Contudo, quem tem essa mania, será que já pensou na possibilidade de contrair uma doença ao compartilhar o fone de ouvido?

Infecções causadas por bactérias e fungos podem ocorrer, com o compartilhamento inadequado dos fones de ouvido (Foto: Reprodução/ The Wirecutter)

Para os especialistas compartilhar o fone não é algo proibido, mas é bom tomar alguns cuidados. O ato de compartilhar o fone pode ser classificado por muitos como anti-higiênico, mas, pode acreditar, esse hábito é mais comum do que se imagina. O estudante Rodrigo Silva, 27 anos, admite que compartilha o fone de ouvido, mas não com qualquer pessoa devido a questão da higiene.

Eu empresto para as pessoas mais próximas. Agora, caso seja uma pessoa que não tenho tanto contato, eu não empresto

Rodrigo Silva
O estudante Rodrigo Silva confessa que não sabia dos perigos ocasionados pelo mau uso do fone de ouvido (Foto: Rosiane de Oliveira)

Rodrigo nunca pensou na possibilidade de pegar alguma doença ao emprestar o fone e, por falta de informação, não imaginava que poderia contrair algo com o hábito.

De acordo com o médico Otorrinolaringologista Sergio Ramos, o risco de contrair uma infecção, por exemplo, com a troca de fone é mínimo, porém, elas existem. “Os riscos de contrair uma doença são pequenos, a não ser que a pessoa tenha alguma inflamação no ouvido externo como, por exemplo a otite”, relata o médico.

Otite

A otite micótica é uma infecção causada por bactérias e fungos que acumulam no interior do ouvido e produz secreção. A contaminação pode ser causada pelo uso exagerado de cotonetes ou até mesmo por uma sinusite ou resfriado. O tratamento é realizado por meio de antibióticos e anti-inflamatórios, receitados pelo médico otorrinolaringologista.

A estudante de Publicidade Michele de Jesus, 30, não compartilha o fone de ouvido. Ela afirma ter medo de contrair alguma bactéria e, além disso, toma alguns cuidados ao manusear o acessório. Além disso, ela também revela achar anti-higiênico.

Eu já ouvi falar de bactérias, por isso prefiro não compartilhar. Eu também não jogo o fone dentro da bolsa direto. Guardo em uma bolsinha, separado, por causa da higiene e para ele não quebrar

Michele de Jesus
A estudante Michele de Jesus relata que prefere não emprestar o fone de ouvido, principalmente, para pessoas desconhecidas (Foto: Rosiane de Oliveira)

A estudante nunca precisou emprestar o fone para nenhum amigo e quando tentaram emprestar, Michele saiu da situação sem desagradar a pessoa. Ela ainda confessa que caso não tenha intimidade com a pessoa, imediatamente nega o empréstimo.

Nunca me pediram emprestado, mas já quiseram colocar o fone de outra pessoa em mim. Por isso, eu peço para esperar, pego o meu fone e coloco

Michele de Jesus

É importante manter a higienização do acessório para evitar o acumulo de fungos que pode ser transmitido pela otite micótica, inflamação comum nesses casos.

A falta de higiene pode causar fungos no interior do ouvido. Caso a pessoa tenha otite micótica, pode acumular e passar para outros indivíduos. O ideal é fazer a limpeza do fone antes de compartilhar

Sérgio Ramos

Edição: Andressa Alves/ Núcleo de Jornalismo

Foto do destaque: Reprodução/ Mobilize.org

Publicado por:Andressa Alves

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s