Tony Silvaneto

Natureza-morta é um gênero de arte que se caracteriza pela representação de objetos inanimados. Na Europa, durante a Idade Média, pinturas do gênero citado alcançaram destaque. Já na fase contemporânea, incorporou-se, entre outros tipos artísticos, a escultura.

Neusso Ribeiro, 51 anos, considera que a arte em madeira que faz tem um significado diferente e estimulante dos demais. Ele transforma em arte troncos e galhos achados próximo da casa dele. São resíduos de árvores caídas pela ação das queimadas, arrancadas pelo homem ou pela natureza. A madeira transforma-se em peças de beleza nas mãos do artista. De vários formatos e características, provocam a imaginação das pessoas.

Os visitantes ficam alguns minutos observando, analisando, admirando a obra, que antes pertencia à escória da natureza, cujo destino, certamente, seria a utilização como lenha ou o apodrecimento. O artesão Neusso complementa, em entrevista concedida ao Canal do Youtube Capixaba da Gema TV, o significado das obras que produz. “Eu falo que o meu trabalho é feito como se eu olhasse para as nuvens. Represento como cada pessoa olha, imagina. Tem figuras que lembram isso e lembram aquilo, mas eu deixo cada um imaginar o que quiser”, afirma o artista.

Neusso resgata os objetos de madeira de diversos tamanhos, como se os salvasse de uma segunda morte, da aniquilação completa. Transporta-os até a residência para lhes dar utilidade. Objetos de arte para uma sociedade acostumada com notícias de devastação das florestas. Como se a imaginação daquele que representa uma peça não bastasse, Neusso também produz elementos artísticos que simulam jogos.

Faço diversos tipos de obras em madeira e me divirto quando vejo as pessoas que vem aqui e tentam resolver os joguinhos que eu faço como um quebra cabeça

Neusso

A Técnica em Eventos Priscila Andriata, 28 anos, afirma que esteve na Casa de Pedra, em Jacaraípe. “Gostei muito da experiência, mas, na verdade, não prestei muita atenção no que as pessoas falavam perto de mim, pois fiquei encantada com um quebra-cabeças de madeira. Permaneci todo o tempo tentando resolver o problema”.

Casa de Pedra

O processamento de todo material não poderia ser em outro lugar, a não ser na ‘fábrica da vida’: a Casa de Pedra. Ateliê e residência do artista. A Casa de Pedra é localizada na Rua Donaldison da Rocha Barros, sem número, em Jacaraípe, Serra, ES.

A casa não precisaria de número, por certo, pois as pessoas que passam pelo local param e admiram a originalidade da construção. Neusso teve um trabalho cuidadoso colocando pedra sobre pedra, pensando e decidindo os detalhes. “Eu que construí a casa sozinho. Fiquei dois anos construindo. Meu trabalho é de reaproveitamento da natureza. Essas são raízes que foram arrancadas há muito tempo”, conta o artista.

Ele faz, do ateliê, o prolongamento da residência. O local passa uma sensação de ser, ora um navio, ora um abrigo primitivo. O mesmo estímulo pode mudar quando o visitante passa a observar os objetos de madeira, de diversos tamanhos, distribuídos ao longo do caminho.

Os objetos competem com a beleza rústica da casa. São cabeças de animais, corpos humanos, santos, pássaros, entre tantas outras na imaginação. Alguns objetos não possuem formas identificadas, porém, posicionados ao lado de outros reconhecidos, desafiam os visitantes a encontrarem, também, um significado.

Artista

Neusso é um homem simples, de voz tranquila e acolhedora. Diverte-se ao receber os visitantes e permite que observem tudo. Na oficina onde dá forma as peças que produz, dedica total atenção aos detalhes e permite que a invenção tome cada expressão do corpo.

Quase sempre com um leve sorriso no rosto, experimenta e tenta novas possibilidades de trazer a natureza-morta para a vida. Vida que provoca a reflexão dos motivos da devastação das matas capixabas por meio de uma atitude elegante: a atitude artística.

Educação

De acordo com o site Portal Educação, no Brasil, segundo o IBGE, são mais de 8,5 milhões de pessoas envolvidas com artesanato, movimentando mais de R$ 50 bilhões por ano. É um recurso produtivo importante para a economia brasileira.

Entre as atividades de artesanato, há destaque para o trabalho em madeira. “A arte em madeira teve início no mundo com a história do homem. A necessidade de produzir materiais para a sobrevivência despertou a capacidade criativa” , registra o Portal.

Parece que Neusso processa obras que, lixadas, tendo as arestas aparadas, permitem que o próprio formato do objeto apresentem a beleza natural. Em outros momentos o artista utiliza o formão.

O site DATASEBRAE apresenta os seguintes indicadores: as matérias-primas de origem vegetal são as mais utilizadas por artesãos, especialmente tecidos (43%), madeira (21%) e fios (11%). E, ainda, ilustra com um infográfico, que permite visualizar de maneira ampla, a atividade artística e econômica.

Fonte: DATASEBRAE (Atividade Artística e Econômica)

Legislação

A legislação brasileira avançou em socorro ao setor das artes manuais populares com a promulgação de uma regulamentação. A Portaria Nº 1.007-SEI, DE 11 DE JUNHO DE 2018, do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços/Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa institui: “o Programa do Artesanato Brasileiro, cria a Comissão Nacional do Artesanato e dispõe sobre a base conceitual do artesanato brasileiro”.

A legislação define conceitos de artesãos, matérias primas e técnicas, bem como, estabelece padrões para o artesanato brasileiro. A legislação determina a criação do Programa Brasileiro de Artesanato (PAB), definindo estratégias e ações que potencializam o setor.

Programa

O Governo Federal mantém um programa de apoio aos artesãos. A atividade é importante para o órgão do setor público. O site governamental artesanatobrasileiro.gov.br é um portal da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, que mantém um programa de apoio ao artesanato brasileiro.

O Programa de Artesanato Brasileiro (PAB) foi instituído com a finalidade de coordenar e desenvolver atividades que visem valorizar o artesão brasileiro, elevando o seu nível cultural, profissional, social e econômico, bem como desenvolver e promover o artesanato e a empresa artesanal

Site Artesanato Brasileiro

Uma das diretrizes do programa é viabilizar a existência de eventos que congreguem diversos artesãos, permitindo que o trabalho deles sejam valorizados. Assim, permitam a criação de renda por meio da comercialização de produtos de qualidade.

Edição: Diogo Cavalcanti

Foto de destaque: Tony SilvaNeto

Publicado por:Diogo Cavalcanti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s