Tony Silvaneto

O aluno do último período de Jornalismo da FAESA Centro Universitário Tony Silvaneto concentrou os esforços no Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) para estudar as Folias de Reis da cidade de Muqui, interior do Espírito Santo. Ele pesquisou os motivos pelos quais resistem por tanto tempo face as transformações tecnológicas, sociais e culturais e de que maneira conseguem atuar por todo o período.

Na oportunidade, o aluno apresentou um Livro-Reportagem Fotográfico como produto jornalístico. O E-Book “Missão de Reis” conta como atuam as Folias de Reis de Muqui e propõe colaborar com a memória cultural popular capixaba por meio de narrativa fotográfica e legendas em forma de poesia.

A tradicional manifestação cultural folclórica reúne participantes de todas as idades (Foto: Tony Silvaneto)

As Folias de Reis são manifestações tradicionais no cenário cultural da cidade do sul do Espírito Santo. O evento anuncia a chegada do Menino Jesus e dá voz aos Três Reis Magos, que, orientados pela Estrela Guia, chegaram à cidade santa de Belém.

Os grupos folclóricos não ficam apenas na ideia da anunciação, mas falam, também, da vida, das promessas e do padecimento do Cristo. As Folias de Reis de Muqui saem pelas estradas cantando em versos tudo o que os Mestres estudaram no Evangelho. Assim, levam palavras de conforto é fé.

Baseadas na fé Católica, as Folias de Reis foram introduzidas pelo padres Jesuítas no século XVI e visaram, inicialmente, catequizar os índios e, logo após, os negros escravizados. Os Jesuítas trouxeram a tradição diretamente de Portugal, onde a prática surgiu na Idade Média, segundo estudiosos do assunto.

Em 1950, Dirceu Cardoso, ex-prefeito de Muqui, criou o Encontro Nacional de Folias de Reis na cidade. Desde então, os eventos acontecem e, hoje, já está na 68º edição. O próximo Encontro está marcado para o dia 14 de dezembro.

No Encontro, reúnem-se, em média, 50 grupos folclóricos, que desfilam pelas ruas da cidade capixaba. Concentram-se na praça principal e depois caminham em cortejo até a Igreja de São João Batista, matriz do município. No local, é rezada uma missa na qual o padre abençoa os foliões.

Tony Silvaneto contou, em versos, parte dos acontecimentos das Folias de Reis, bem como em áudio para acompanhamento. Confira!

Folia de Reis de Muqui

Folia de Reis de Muqui

Tony Silvaneto

A noite chegou e chegou romaria

Cantando, louvando, eu vou na estrada

Nem chega cansaço, nem perco a passada

Eu vou seguindo a nossa jornada

A noite chegou e chegou estrela guia

É noite feliz do menino Jesus

Na beira, presépio com luzes douradas

Dourados são sonhos que Ele Conduz

Entoa, entoa, em nome do Pai

Entoa seu canto Folia de Reis

Entoa José e entoa Maria

Anuncia as bênçãos que recebereis

Abre suas portas família de fé

Deixa a Folia louvar e cantar

A família santa chegou de bem longe

Na Bandeira Sagrada, sua casa rezar

É de sagrado, em noite encantada

Uma história bendita, eu vou lhe trazer

É de sagrado, em noite iluminada

As palavras que tenho para lhe dizer

Não feche a casa de seu coração

Reze comigo à Virgem Maria

Que Ele nasceu no meio da canção

Menino Jesus, da Luz, Estrela Guia

Foto destaque: Tony Silvaneto

Publicado por:Diogo Cavalcanti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s