Eduarda Neves

O Na Garagem surgiu em 2000 como um programa universitário e foi um dos primeiros da TV FAESA. O principal influenciador na criação foi o professor Zé Magalhães Filho, mais conhecido como Júnior. Inicialmente, o objetivo era fazer um programa que abordasse apenas bandas de garagem, como o próprio nome sugere, ou músicos iniciantes para mostrar e divulgar o trabalho.

O programa não é apenas parte de um projeto de extensão proporcionado pela FAESA Centro Universitário, mas, também, um espaço de aprendizado e oportunidade do aluno colocar em prática o que é dado em sala de aula. O programa possui um formato de entrevista, em que um aluno (a) atua como apresentador. A gravação acontece sempre durante a semana, nas quartas-feiras, das 12 às 17 horas, no próprio estúdio da faculdade.

A banda de Indie rock “Os Rufinos” foi uma das atrações que passaram pelo programa (Foto: Arquivo pessoal)

A partir do ano de 2003, o professor e atualmente coordenador, William de Oliveira, assumiu a posição para coordenar o programa. Logo no início, o viés do Na Garagem era valorizar o trabalho autoral dos artistas e bandas do Estado. Contudo, o professor conta que abriu espaço para interpretações ou covers, pois acredita que cantar a canção de uma pessoa de referência na música não é apenas imitar, mas dar um outro significado à música. “Interpretação também é autoral”, afirma William.

O propósito do programa não é apenas para que os alunos vivam a experiência de serem jornalistas. É também um espaço de divulgação cultural e musical para os artistas e bandas capixabas que buscam ter voz.

O desafio ainda é a divulgação do produto e conseguir atrair os olhares, principalmente, dos alunos

William de Oliveira

Dentro do programa muitos alunos são convidados a participarem da equipe e a estudante Victória Singui, 20 anos, atuou como apresentadora do programa durante quase 1 ano.

É um primeiro contato com a profissão e é tudo muito ‘real’. Todos que participam se empenham de verdade para fazerem as coisas o mais profissional possível

Victória Singui
A estudante Victória Singui acredita que o projeto colabora para que o aluno tenha o primeiro contato com a profissão (Foto: Arquivo pessoal)

A atual apresentadora do programa é a aluna do curso de Publicidade e Propaganda Eduarda Villela. No início apresentava um pequeno quadro do programa chamado “Memória Musical”, que resgata grandes artistas e bandas de sucesso. A estudante conta que tem vivido uma experiência muito boa.

É uma ótima experiência, principalmente, pelo fato de testar minha timidez e fazer eu me soltar aos poucos

Eduardo Villela
A apresentadora e aluna do curso de Publicidade e Propaganda, Eduarda Villela, confessa que o programa ajudou para que ela superasse a timidez (Foto: Isabela Wilvock/ Núcleo de Jornalismo)

Mais de 600 bandas e artistas já passaram pelo local durante os 19 anos do programa. Ícaro Dethling, 22, atua como músico, cantor e compositor da Banda Austral Brasil. A banda teve a oportunidade de participar de uma edição. O cantor ainda relatou que era a primeira vez que alguns integrantes da banda estavam em um estúdio.

A expectativa em participar do programa Na Garagem foi a oportunidade de apresentar as nossas músicas para um público ainda desconhecido e, assim, alcançar uma divulgação maior do nome

Ícaro Dethling

Bastidores

Ao assistir uma matéria jornalística como produto pronto, muitos telespectadores não imaginam o que acontece por trás das câmeras, nos bastidores. E no programa Na Garagem não é diferente. Existe uma equipe de no mínimo 16 pessoas, dentre elas: caboman, pessoas responsáveis pela câmera e pelo som, montagem do cenário, diretores, produtores, entre outros que ajudam na produção de todo o programa, desde o convite às bandas até a desmontagem do estúdio.

O professor William de Oliveira conta que a estrutura do programa abre espaço para uma grande equipe. Os alunos envolvidos aprendem, por exemplo, como operar uma câmera e, além disso, podem levar como portfólio. De acordo com ele, a produção anual está em torno de 40 programas, ou seja, 4 por semana

É um volume alto de pessoas e bandas, pois 800 alunos já passaram pelo Na Garagem

William de Oliveira

Atualmente, mesmo como uma atividade jornalística, a TV Faesa tem aberto as portas para outros cursos fazerem parte da equipe, contribuindo cada um com suas habilidades. O intuito é poder dar este espaço para que estudantes, também de outros cursos, possam aprender a parte técnica do jornalismo.

Cantores solo, como o músico Edivan Freitas, também são convidados a participar do programa (Foto: Arquivo pessoal)

A coordenadora de produção do programa, Dayana Cortes, afirma que, apesar do grande esforço que é fazer o programa, já que são dois dias para a produção, contando com montagem de estúdio, é muito gratificante fazer parte disso.

Pra mim fazer parte disso tudo é uma satisfação muito grande. É um ambiente que eu gosto muito

Dayana Cortes

O programa vai ar todas às quartas feiras na TV Educativa no horário das 19h15. Para conferir mais, basta acessar o canal no Youtube ou as páginas nas redes sociais da TV FAESA.

Edição: Andressa Alves/ Núcleo de Jornalismo

Foto do destaque: Arquivo Pessoal

Publicado por:Andressa Alves

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s