Isabela Wilvock

A fotografia nasceu para tornar eterno os pequenos fragmentos do tempo e contar histórias… E assim o Lumiar também foi criado. O Projeto nasceu para resgatar a autoestima de gestantes e evidenciar a felicidade e a cumplicidade entre mães e filhos por meio de fotografias. Instantes mágicos e sublimes do amor. Antes do click, todo carinho e todo afeto são dados às protagonistas das imagens: as futuras mamães e, também, as mulheres que já são mães.

Os alunos FAESA que participaram nas sessões fotográficas são voluntários e estão no estúdio para levar alegria, amor e, o mais importante, criar recordações de um momento vivido para as gestantes e para as mamães. O Projeto Lumiar acontece por meio da parceria do Núcleo de Fotografia do Lacos com a Legião da Boa Vontade (LBV). A inciativa busca restaurar a autoestima das mulheres e, em 2019, ela foi divida em dois momentos. No primeiro, somente as gestantes eram fotografadas. Já no segundo momento, as mulheres eram fotografadas com os filhos. O momento desse encontro de mães e filhos foi batizado de “Lumiar Kids”.

De forma voluntária, os alunos da FAESA se envolveram na realização do Projeto e, com a ajuda e orientação de professores, acontece a produção e realização das fotografias. O Projeto acontece desde 2011 e surgiu com a ideia de dois alunos que cursavam jornalismo e trabalhavam na LBV. A ideia principal é trazer as mulheres para o estúdio de fotografia da FAESA com o objetivo de fazer um ensaio totalmente gratuito.

O nome “Lumiar” veio pela temática da palavra “luz”, que tem relação com a fotografia, e com o momento de “dar a luz” da gravidez. Há um cuidado na preparação do espaço e na produção das mulheres que serão fotografadas.

A professora Zanete Dadalto instruiu os alunos durante a produção (Foto: Isabela Wilvock/ Núcleo de Jornalismo)

A professora de fotografia dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da FAESA Centro Universitário, Zanete Dadalto, coordena o Projeto e salienta a importância dele, não só no aprendizado dos alunos, mas, também, na autoestima das mulheres que participam.

Há toda uma ideia de produção. Elas são maquiadas, vão para o estúdio e são fotografadas. A fotografia é o elo, mas a principal ideia é dar atenção, pois fotografar é dar importância

Zanete Dadalto

No primeiro dia o foco foram as gestantes. A gravidez é um momento de muitos sentimentos e de muita particularidade. Cada mulher terá uma experiência diferente da outra. A cuidadora Érika Maktub está grávida de uma menina que recebeu o nome de Liz e conta que a experiência com o Projeto foi muito divertida.

Érika Maktub está grávida de uma menina e afirma ter gostado do Projeto (Foto: Isabela Wilvock/ Núcleo de Jornalismo)

Normalmente, nós mulheres, quando estamos grávidas, ficamos com a autoestima baixa. Contudo aqui foi tudo diferente. As pessoas te colocam para cima e são bem animadas

Érika Maktub
O primeiro dia foi todo para as gestantes (Vídeo: Gedyson Viana)

No segundo dia do Projeto, as protagonistas da sessão fotográfica foram as mães e os filhos. As crianças tomaram conta do espaço e as mães aproveitaram ao máximo toda a sessão. A mãe de quatro filhos Jessica Souza revela que a sessão fotográfica representa um espaço de destaque. Ela ainda relata que foi gratificante ter participado.

Aqui, no estúdio, é um local que nos ajuda a realçar a nossa vaidade. O lado da mulher que temos e que, às vezes, esquecemos

Jessica Souza
Jessica Souza é mãe de duas meninas e dois meninos (Foto: Projeto Lumiar)

Algumas das mulheres chegaram tímidas, mas, logo, sentiram-se confortáveis. A autoestima muda ao longo do ensaio, além de surgir confiança e empoderamento. A mãe de três filhos, Irani Rodrigues, conta que todo processo, desde se arrumar até a maquiagem, traz toda a feminilidade que pode ser esquecida no dia a dia.

No começo fiquei com muita vergonha, mas depois me soltei. Meus filhos gostaram muito, além de ficarem felizes, pois é divertido para eles. Estou com muita expectativa para receber as fotos

Irani Rodrigues
A mãe Irani e a filha Ester aproveitaram a sessão fotográfica (Foto: Isabela Wilvock/ Núcleo de Jornalismo)

Os alunos voluntários do Projeto gostaram de participar do Lumiar e conseguiram observar os reflexos da atividade nas próprias vidas. A aluna de Publicidade e Propaganda Layla Venturim relata que a experiência significou muito. A estudante afirma que o projeto favoreceu o entendimento de como um ensaio fotográfico funciona, além de confessar ser diferente trabalhar com tantas pessoas ao mesmo tempo.

Ver todas aquelas mulheres encantadas com o lugar que é tão diferente para elas foi algo que me tocou muito

Layla Venturim

O aprendizado que fica para a futura publicitária é de uma outra realidade e de um novo caminho para a profissão a qual ela, agora, tem certeza de que quer seguir.

A estudante Layla Venturim afirma que participará mais vezes do Projeto (Isabela Wilvock/ Núcleo de Jornalismo)

Já a aluna de jornalismo Kedma Santos revela que a atuação no Lumiar trouxe uma outra visão para a vida dela, pois nunca havia participado de algo parecido.

O maior aprendizado que levo é do trabalho em equipe. Foi uma participação intensa e lidamos com muitas coisas diferentes ao mesmo tempo. O trabalho social que fazemos também é gratificante

Kedma Santos
A estudante Kedma Santos participou da produção nos bastidores e confessa que o Projeto marcou a vida dela (Foto: Arquivo Pessoal)
O segundo dia foi nomeado de “Lumiar Kids” (Vídeo: Thiago Soares/ Núcleo de Fotografia)

Foto do destaque: Projeto Lumiar

Edição: Andressa Alves/ Núcleo de Jornalismo

Publicado por:Isabela Wilvock

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s