isabela wilvock – SEGUE A DICA

Kamily Rodrigues

O segue a dica da vez é com a aluna de Jornalismo da FAESA Centro Universitário Isabela Wilvock. Cursando o quinto período, ela é uma mulher inteligente e que está sempre em busca de mais conhecimento e também se mostrou uma aluna muito dedicada ao ser monitora e estagiária do Núcleo de Jornalismo do Lacos. Nesse projeto, onde se dedicou por um bom tempo, ela teve contribuições maravilhosas, como sua participação no Balacolacos. Agora, a universitária deixa o projeto para alçar voos maiores, pois conseguiu uma ótima oportunidade de estágio fora da FAESA para mostrar ainda mais o talento e o comprometimento.

A estudante de Jornalismo Isabela Wilvock (Foto: Arquivo Pessoal)

Ao falar do motivo que a levou a escolher o curso de Jornalismo, Isabela diz que, desde muito pequena, assistia a muitos filmes e lia muitos livros em que os personagens principais eram jornalistas. Além disso, os familiares assistiam muito a telejornais, o que a inspirou e despertou nela a vontade de ser jornalista desde a infância, bem como a vontade de no futuro trabalhar com redação jornalística, área da profissão que sempre encheu os olhos.

O que mais me inspira no jornalismo é o fato de ser fundamental para todos. Para que a gente saiba o que acontece no mundo. Para circular a informação

Isabela Wilvock

Confira abaixo as indicações de Isabela

Filme

Capa do filme “Orgulho e Preconceito” (Foto: Divulgação)

Apesar de admitir adorar clichês de comédia romântica, ela indica o filme “Orgulho e Preconceito”, adaptação do livro de Jane Austen que aborda temas importantes, como a cultura e o modo como o casamento era visto pela sociedade na época em que a história é contada. O filme traz a personagem Elizabeth Bennet como uma mulher forte e empoderada, além de ser muito centrada, o que despertou a admiração de Isabela.

Sinopse: O filme se passa no ano de 1797, na Inglaterra, onde as irmãs Bennet foram criadas por uma mãe que é muito insistente quando o assunto é encontrar marido para as filhas, como meio de garantir o futuro delas. Mas Elizabeth Bennet deseja mais da vida, pois ela não se via em uma vida em que casaria sem amor e teria que se dedicar a um marido. Enquanto as irmãs tentam conquistar o novo vizinho, o senhor Bingley, Elizabeth conhece Darcy, com quem passa a ter vários encontros, apesar de sempre discutirem.

Livro

Capa do livro “O Feminismo é para Todo Mundo” (Foto: Divulgação)

Um livro que recomendaria e que ama é “O Feminismo é para Todo Mundo”, da autora Bell Hooks. O livro aborda temas muito importantes como o feminismo baseado na justiça social e a diferença do feminismo que atinge as mulheres brancas e negras. Para Isabela, o livro traz uma leitura educativa não só para as mulheres, mas, também, para os homens.

A leitura do livro é maravilhosa de ser feita. A linguagem é descomplicada e responde a muitas perguntas que podemos ter sobre o movimento e sobre a sociedade em que vivemos. Ele fala sobre educação, sexualidade, masculinidade tóxica, violência, direitos reprodutivos, corpo, afetividade e muitas outras questões

Isabela Wilvock

Autoras

Demonstrando ser uma pessoa que adora ler, sem perder tempo, ela recomenda que as pessoas leiam mais livros escritos por mulheres, indicando ainda algumas autoras: Angela Davis, Djamila Ribeiro, Manuela D’Ávila e Eliane Brum. Além disso, Isabela mostrou que tenta sempre valorizar as escritoras, principalmente por, no passado, as mulheres não poderem publicar livros em seus nomes e terem que fazer uso de pseudônimos masculinos.

Momento histórico

O impeachment da Dilma Rouseff foi muito marcante para Isabela. Nesse período em que houve grandes manifestações contra o governo, o que mais a marcou foram os ataques a ex-presidenta. Para ela, apesar das intrigas de partido, ver como o machismo apagou a voz de Dilma a atingiu quanto mulher. Isabela fala também que a condenação de Derek Chauvin, ex-policial condenado pelo assassinato de George Floyd, foi de muita importância, assim como o fato dos policiais que estavam com ele irem a julgamento, dando um grande passo histórico para a luta racial.

Música

Sem pensar duas vezes, quando o assunto foi música, ela falou da Beyonce, artista de grande sucesso e que se tornou a mulher que mais ganhou o Grammy na história. Fã assumida desde sempre, Isabela diz que, para ela, a cantora é uma artista muito inspiradora e traz uma mensagem muito forte de empoderamento para as mulheres. A música tem um espaço importante na vida de Isabela, pois, apesar de já se considerar feminista antes, conta que foi com a cantora que conheceu o movimento com esse nome. Além disso, ela indica a música Flawless e o álbum Beyoncé.

Profissional de referência

Eliane Brum (Foto: elpais/Lilo Clareto)

Quando perguntada sobre qual profissional tem como referência, ela revelou que gosta muito da Eliane Brum. Uma jornalista, escritora e documentarista que tem como característica escrever sobre pessoas que são invisíveis e não tem voz. Ela possui uma coluna no jornal El País que Isabela gosta muito de acompanhar, pois, para ela, a jornalista tem um posicionamento firme nas notícias que escreve.

Canais no YouTube

Para Isabela, o YouTube é um jeito diferente para se informar e se divertir, pois tem conteúdos diversos. Consumidora frequente, a jovem fala que costuma assistir vídeos de diferentes temas e já deixa logo várias dicas de canais que mais gosta.

Página inicial do canal Spartakus (Foto: YouTube)

Spartakus

O canal é voltado para a cultura pop e faz muita análise de videoclipes e álbuns. Isabela conta que conheceu o canal por meio de indicações da própria plataforma. Ela diz que é um dos canais preferidos, pois o conteúdo produzido envolve muita pesquisa e é muito bem desenvolvido. Isabela fala, ainda, que o canal se aprofunda nos assuntos e traz conteúdos muito pertinentes.

Página inicial do canal Nath Araujo (Foto: YouTube)

Nath Araujo

Os conteúdos do canal são muito criativos e não poderia ser diferente, já que a Nath é ilustradora, algo que chama muito a atenção de Isabela. Ela confessa que adora assistir ao canal para se distrair e complementa dizendo que ama assistir aos vídeos de pintura, além de gostar muito do quadro que trouxe as princesas da Disney para a realidade.

Página inicial do canal NikkieTutorials (Foto: YouTube)

NikkieTutorials

Isabela mostrou gostar muito desse canal ao falar sobre a Nikkie, uma mulher holandesa, que se assumiu trans. Sobre o canal, ela fala que o conteúdo é legal e bom para se distrair, além de dizer que Nikkie é uma mulher muito divertida e traz conteúdos criativos, fugindo do básico sobre maquiagem.

Recentemente, Nikkie se assumiu uma mulher trans, foi incrível o vídeo dela se assumindo, contando a história

Isabela Wilvock

Conselho

Quando foram pedidos conselhos, mostrando ser uma pessoa que ama aproveitar a vida ao máximo, Isabela disse que, apesar de ser nova e ter muito o que aprender, diria para as pessoas não se acomodarem, sempre buscarem informação de qualidade, saírem de suas bolhas, lerem muito, conhecerem o mundo e pessoas novas. Disse ainda para não se deixarem levar por opiniões alheias, seguirem os próprios caminhos e se livrarem de preconceitos.

Edição: Kamily Rodrigues

Foto Destaque: Arquivo Pessoal

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s