Arthur Otarola – Segue a Dica

Kamily Rodrigues

No Segue a Dica, a participação é de Arthur Otarola. Aluno do 3º período do curso de Publicidade e Propaganda da FAESA Centro Universitário e estagiário do Lacos, o estudante conta que nem sempre teve o objetivo de cursar publicidade. O principal motivo foi não ter muito conhecimento sobre os cursos das faculdades.

Ele relata que um fator que dificultou a trajetória foi a mudança frequente de escola. A situação refletiu inclusive no desenvolvimento dele enquanto aluno. Apenas no ensino médio que se estabilizou e conseguiu se desenvolver melhor, permitindo que fizesse descobertas sobre si. Nesse período, o jovem se encontrou no vôlei. Ele faz questão de afirmar que o esporte está presente em todas as fases e etapas de sua vida.

O estudante de Publicidade e Propaganda da FAESA Arthur Otarola (Foto: Arquivo Pessoal)

Quando começou a pensar em qual carreira queria seguir, Arthur explica que não tinha muitas opções. A intenção inicial era fazer a graduação de jornalismo, mas foi no momento da matrícula que ele entendeu como funcionava o curso de publicidade e percebeu que era o que queria para o futuro. Ele relata que no mesmo instante se apaixonou e segue apaixonado até hoje por essa graduação.  

Ao falar do curso, o estudante deixa claro todo o carinho ao expressar vontade de mergulhar fundo na publicidade e nas várias possibilidades existentes para atuar na área. Arthur acrescenta, ainda, que a graduação tem feito com que ele leia e se informe cada vez mais.

Eu tenho vontade de mergulhar fundo em tudo o que está acontecendo ao nosso redor. O curso está me instigando a pesquisar e a ler cada vez mais. Eu acredito que isso é essencial para uma pessoa identificar o que realmente quer seguir na carreira

Arthur Otarola

Filme

Por ser muito fã de ficção científica, o futuro publicitário indicou o filme “Interstellar”. Um detalhe que despertou o interesse dele, foi a reflexão abordada de que não precisamos nos prender apenas ao que vemos, mas, sim, abrir a mente para o que está ao redor. Ele explica que o longa-metragem é muito detalhista, como se tudo fosse real. Além de trazer ao espectador a possibilidade de fazer suposições e teorias a respeito do final.

No filme, é retratado um provável futuro em que a terra se torna inabitável. É quando um grupo de astronautas da Nasa recebe a missão de procurar planetas onde seja possível viver e evitar a extinção humana. Eles viajam através de um buraco de minhoca para buscar três planetas que pudessem ser habitados. No entanto, a personagem Murphy entrará em sua própria jornada para também tentar salvar a população do planeta.  

Livro

Capa do livro “Faixa Preta em Publicidade e Propaganda” (Foto: Divulgação)

Apesar de admitir não manter o hábito da leitura, Arthur revela que ao ingressar na graduação leu o livro “Faixa Preta em Publicidade e Propaganda”, do autor Cláudio Rabelo. Ao falar sobre a obra, o jovem conta que é uma leitura essencial para alunos que buscam atuar nas áreas de comunicação. Foi por meio dessa obra que ele pôde compreender mais a respeito da futura profissão, bem como entender as estratégias das marcas para atingir o público-alvo.

Ao longo do livro é possível entender de que forma muitas marcas lutam para atingir seus públicos e objetivos, utilizando várias estratégias, planejamentos e posicionamentos diferentes

Arthur Otarola

Série

Capa da série Emily em Paris (Foto: Divulgação)

Na indicação de série, Otarola logo citou “Emily em Paris”, que para ele remete à publicidade. Mostrando ser muito observador ao começar a falar sobre a série, ele rapidamente já traz detalhes ao dizer que, apesar de ser voltada para a comédia, também é possível notar a seriedade e o cuidado que os atores têm em cena.

Arthur ressalta que, ao assistir, é possível perceber o impacto e a importância dos meios de comunicação nas marcas. Ele afirma ainda como os profissionais da comunicação devem ser assertivos e objetivos ao se comunicarem.

A série traz a protagonista Emily como uma profissional de marketing que trabalhava nos Estados Unidos. Ao longo da história, ela acaba sendo contratada para trabalhar em Paris, sem saber falar o idioma local.

Inspiração publicitária

Profissionais para se inspirar, o estudante mostrou que não faltam. Ao mencionar que tem como referência publicitários que estão presentes em seu cotidiano, ele diz que muitos dos professores da faculdade despertam nele admiração. No momento, ele se inspira na professora Carine Cardoso e no professor Henrique Hamerski. Para Arthur, ambos são profissionais maravilhosos e os incentivam muito a seguir o mesmo caminho de atuação.

Quando pensa no futuro dentro da carreira que escolheu seguir, Arthur diz que almeja carregar consigo os ensinamentos dos professores. Ele conta ter grande interesse pela criação, pela estratégia e pela análise das informações e que espera conseguir conciliar tais interesses.

Propagandas marcantes

As propagandas publicitárias da Coca-Cola foram as mais marcantes para Arthur por sempre abordarem assuntos relevantes. No entanto as propagandas natalinas são as preferidas dele por despertarem os sentimentos de união, de diversidade, de respeito e das diversas formas de amor. “Eu acredito que quando esses sentimentos são transmitidos ao consumidor, se torna algo muito importante, ainda mais na sociedade em que nos encontramos”, declara o estudante.

Perfis publicitários

Quando o assunto foi perfis de publicidade que ele acompanha, logo indicou o “publicitarios” e o “portalpublicitario“. Ambos abordam temas atuais e curiosidades sobre as marcas que, às vezes, ninguém se atém. Ele expõe ainda que quando o “Big Brother Brasil” estava no ar, ficou fascinado quando esses perfis apresentaram os dados de crescimento da Juliette, que veio a ser a campeã da edição, e como ela conquistou o próprio espaço com as marcas.

Música

Ao falar sobre música, Otarola disse acreditar que os artistas atuais representam muitos seus públicos. Sem pensar muito, indica a cantora Anitta. Arthur esclarece que a cantora, mesmo sendo alvo de críticas, tem um grande papel por toda a representatividade que carrega ao permanecer focada e estar sempre lutando por liberdade e independência.

A cantora Anitta luta por liberdade e independência (Foto: Reprodução)

Foto Destaque: Arquivo Pessoal

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s