SEGUE A DICA – FELIPE DALL’ORTO

Fernanda Gonçalves Sant’Anna

Senhoras e senhores, apaguem as luzes e rufem os tambores! O Segue a Dica da semana apresenta uma edição especial para homenagear o Dia Nacional do Teatro, que acontece no próximo dia 19.  

Felipe e os dois filhos (Foto: Arquivo Pessoal/ Felipe Dall’Orto)

O professor dos cursos de Jornalismo e Publicidade da FAESA Centro Universitário Felipe Dall’Orto foi o convidado da semana. Felipe se formou em Rádio e TV e iniciou o trabalho como professor na FAESA em 2014. 

Felipe conta que o teatro foi um divisor de águas na vida. Foi no teatro que ganhou confiança e que se experimentou nas várias facetas que a arte proporciona. Ele também pode perceber a importância do trabalho colaborativo, aprender sobre os processos criativos e que todos possuem potencial. 

A metodologia “Teatro do Oprimido” foi tema do mestrado do professor em 2005 e com ela conseguiu perceber que a transformação social é uma realidade possível, que só precisa ser estimulada. Contudo, para isso, precisa de estrutura e valorização.

Acredito que todas as pessoas deveriam vivenciar a experiência do teatro. É libertador. Independente de querer ser ator, o teatro é expressão humana 

Felipe Dall’Orto

Em 2015, ele foi o professor do projeto de extensão de teatro na FAESA. O grupo durou até 2018 e recebia alunos de vários cursos da Instituição.

Grupo de Teatro da Faesa (Arquivo Pessoal: Felipe Dall’Orto)

Adorável público, as cortinas se abrem para mais uma série de indicações cheia de clássicos e dicas espetaculares

PEÇA TEATRAL

A indicação de Felipe é o grupo Teatro da Vertigem. Apesar do grupo não estar mais junto, foi um período marcante para o professor, pois passavam uma linguagem impactante. Teatro da Vertigem foi um grupo paulista que inovou na linguagem cênica e nas ocupações de espaços públicos na construção de narrativa. Ainda é possível conferir a história do grupo pelo vídeo no Youtube

TEATRO NO ESPÍRITO SANTO

O teatro Carlos Gomes é uma indicação de visitação do professor. Ele diz que estar lá é mágico e grandioso. Como também adora os espaços alternativos, Dall’Orto indica a “Má Companhia”. O espaço dos grupos Z de Teatro e Repertório Artes Cênicas que está localizado no Centro de Vitória. Os dois grupos conseguem sobreviver e potencializar a arte do Espirito Santo. 

FILMES

Para quem tem repertório, escolher um filme somente é impossível… A principal indicação do professor é “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”. O filme lançado em 2001 é um clássico do cinema francês e conta a história de uma garçonete que se mudou recentemente para Paris.

Cartaz do filme “O fabuloso destino de Amélie Poulain”. (Foto: Reprodução/Divulgação)

“Amo a estética do filme, a história é bem construída e muito bem contada”. Para assistir ao trailer do filme basta acessar o vídeo no Youtube.

Felipe acrescentou mais duas indicações de filmes: Pulp Fiction e Shakespeare Apaixonado. Apesar de serem diferentes, ele conta que são fantásticos nas propostas. 

Felipe e a esposa visitando a locação do filme “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain” (Foto: Arquivo Pessoal/ Felipe Dall’Orto )

SÉRIES

As séries de comédias norte-americanas ganham o coração de Felipe e ele indicou quatro: The Big Bang Theory, Friends, Seinfeld, That 70’s Show. São séries divertidas e leves, principalmente para momentos de respiro. 

LIVROS

As indicação literárias do professor são dois clássicos da literatura brasileira: “Grande Sertão: Veredas” de Guimarães Rosa e “Capitães da Areia” de Jorge Amado. E também um romance russo publicado em 1866: “Crime e Castigo” de Fiódor Dostoiévski.  

De acordo com Dall’Orto, “Grande Sertão: Veredas” é o livro mais inspirador e poético do mundo. Já “Crime e Castigo” apresenta uma crítica social fantástica e é muito reflexivo. “Capitães da Areia” é simples e, justamente, por isso, é tão grandioso. 

MÚSICA

Por acreditar que a vida precisa ter uma trilha sonora, ele indicou músicos de várias gêneros musicais: Natiruts, Flávio Venturini e Marcelo Jeneci.

ARTE

Quando questionado sobre arte, ele diz que é a essência do ser humano.

Nos expressamos e nos alimentamos por meio da arte 

Felipe Dall’Orto

A indicação da semana é o Cirque Du Soleil. O principal motivo é por conseguirem unir tantas expressões artisticas ao mesmo tempo. 

A companhia de teatro Cirque Du Soleil é uma multinacional do entretenimento e é sediada em Montreal, Canadá, mas realiza apresentações por todo o mundo. No canal do Youtube da companhia é possível assistir algumas apresentações na íntegra, basta acessar o link.  

(Foto: Divulgação/Cirque Du Soleil)

LUGAR DO ESPÍRITO SANTO

A nova descoberta de Felipe são as trilhas e cachoeiras. A indicação de local para visitação no Espirito Santo é Matilde. Um distrito da cidade de Alfredo Chaves que está a 90 minutos da capital do Estado, Vitória. 

Segundo o blog Capixaba na Estrada existem diversas atrações no distrito, incluindo a Cachoeira Engenheiro Reeve, mais conhecida como Cachoeira de Matilde; o mirante; e a estação de trem. Ao seguir pelos 800 metros de trilhos, você encontra o túnel dos escravos e o túnel encantado.

DOCUMENTÁRIOS

Como o professor de Produções Especiais para TV, ele não conseguiu escolher apenas um documentário para indicar. Segue a lista: 

Capa do documentário “Notícia de uma guerra particular” (Foto: Divulgação)
A marcha dos Pinguins” (Foto: Divulgação)

Notícia de uma Guerra Particular é um documentário brasileiro produzido em 1999. Ele retrata o cotidiano dos traficantes e moradores da favela Santa Maria do Rio de Janeiro.

O documentário foi disponibilizado no Youtube. Basta acessar o link para assistir. “Eu indico esse documentário por conta da urgência do tema e a forma como é abordado”.

A Marcha dos Pinguins é uma produção francesa feito em 2005 e está disponível na Netflix. A escolha do professor se deu porque é lindo. É uma construção estética belíssima, com imagens fantásticas e uma narração ritmada (a original). A obra tem também uma excelente trilha sonora.

Jogo de Cena é um documentário brasileiro produzido em 2007. Mulheres que aceitaram contar histórias das próprias vidas enquanto eram filmadas. O longa mistura realidade e dramaturgia.

É possível assisti-lo no Globoplay. “Escolhi pela construção de narrativas que perpassa pela apropriação da realidade e a junção com a ficção”, conta o professor..

DICA PARA ESTUDANTES

A dica para os alunos e futuros profissionais é para que assistam Making Ofs de filmes, clipes e séries. Isso ajuda a entender o processo de produção, as soluções criativas e amplia o repertório cultural. Quanto mais repertório, mais conexões é possível fazer, fugindo dos lugares comuns e dos formatos pré-estabelecidos.

O FaesaDigital oferece uma salva de palmas a todos que amam e praticam teatro…

Texto e Edição: Fernanda Gonçalves Sant’Anna

Imagem do destaque: arquivo pessoal/Felipe Dall’Orto

Um comentário

  1. FELIPE CAMPOS DALLORTO É UMA REENCARNAÇÃO DE PASCOAL CARLOS MAGNO.. O PATRONO DO TEATRO BRASILEIRO. TIVE A HONRA DE SER ALUNO DESTE EMINENTE FAESENSE. FELIPE É TUDO DE CULTURAL. MULTICULTURALISTA

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s