TBT CAPIXABA – Lenda do Pássaro de Fogo

Karol Costa

As cidades de Cariacica e Serra, na Grande Vitória, estão para sempre ligadas, não apenas por fazerem divisa uma com a outra mas, também, por serem cenário de uma história de amor que já dura mais de 400 anos. Nesta reportagem da série TBT Capixaba, você conhecerá a Lenda do Pássaro de Fogo, patrimônio cultural do Espírito Santo.

Por volta de 1556, havia dois povos indígenas rivais vivendo onde hoje se encontram as cidades de Cariacica e Serra. Segundo a lenda, dois jovens de ambos os povos se conheceram e se apaixonaram, antes mesmo que soubessem de suas respectivas origens e da rivalidade existente entre as tribos.

Pássaro de Fogo (Imagem: Reprodução/Prefeitura Municipal de Cariacica)

A jovem Jaciara, cujo nome significa “senhora da lua”, era filha do cacique dos Botocudos, que viviam onde, atualmente, se encontra o município de Cariacica. Já Guaraci, cujo nome significa “o sol”, era um forte guerreiro do povo Temiminó, que ocupava as terras hoje conhecidas como a cidade de Serra.

Quando esse amor chegou ao conhecimento de ambos os povos, a rivalidade aumentou ainda mais. Os caciques, enfurecidos, criaram uma barreira intransitável entre as terras das duas aldeias para que os jovens não se encontrassem, porém, a intensidade da paixão entre eles foi maior do que o obstáculo.

Uma ave fantástica e misteriosa, observando o sofrimento dos amantes e o amor proibido, decidiu ajudar. O enorme Pássaro de Fogo levava o casal a pequenos montes na fronteira de suas terras, onde ambos se viam e expressavam a paixão por meio de cantigas mas, mesmo com a ajuda do sobrenatural, os jovens foram descobertos.

Monte Mestre Álvaro (Foto: Thiago Soares/Núcleo de Jornalismo do Lacos)

O cacique, pai da princesa Jaciara, furiosamente pediu a um poderoso xamã que fizesse um feitiço para que os amantes jamais se encontrassem de novo. Os deuses, atendendo severamente aos pedidos do xamã, transformaram os jovens em pedra nos respectivos locais onde se avistavam.

Dessa forma, a princesa Jaciara se transformou no Monte Mochuara, localizado em Cariacica, e o guerreiro Guaraci se transformou no Monte Mestre Álvaro, na Serra. Ambos condenados a ficarem um de frente para o outro por toda a eternidade, mas sem se tocarem ou se falarem.

Os espíritos que habitavam as florestas do Mochuara, porém, fizeram outro encanto. Uma vez por ano, no dia de São João, os jovens se libertam de suas prisões de pedra para fazerem juras de amor e trocarem presentes com a ajuda do Pássaro de Fogo, a ave mensageira entre os apaixonados.

Segundo o historiador Clério José Borges, na noite do dia 24 de junho, é possível ver o Pássaro de Fogo cortando o céu da Grande Vitória, indo do Mochuara ao Mestre Álvaro, e vice-versa, levando as promessas de amor e os votos de fidelidade infinita da princesa e do guerreiro.

A influência da lenda atualmente

Monte Mochuara (Foto: Thiago Soares/Núcleo de Jornalismo do Lacos)

A Lenda do Pássaro de Fogo foi registrada pela Prefeitura Municipal de Cariacica como patrimônio de natureza imaterial, devido a importância cultural para a cidade. A mesma integra, ainda, o hino do município. “O pássaro de fogo em noite de São João / Voa por entre montanhas do amor / São os índios em uma linda união / Que celebram o milagre com louvor”.

A técnica de enfermagem Gleici Alves mora em Cariacica há 38 anos, mas alega ter conhecido a lenda apenas no ano passado por meio de uma atividade escolar da filha. “Poder conhecer um pouco da cultura do meu município e saber que minhas filhas vão passar para frente esse conhecimento é muito gratificante”, afirma.

Edição: Karol Costa

Imagem Destaque: Bruna Firmes/Núcleo de Publicidade do Lacos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s