Romaria dos Conguistas: Fé, Alegria e Reencontros

Caciane Sousa

A subida da Romaria das bandas de Congo do Estado ao Campinho do Convento da Penha foi marcada por alegria, emoção e reencontros na Festa da Penha 2022. Entre apitos, tambores e casacas, as bandas começaram a subida partindo do portão do Convento rumo ao Campinho. Os fiéis acompanharam o trajeto cantando hinos tradicionais em homenagem à Padroeira.

A Banda de Congo Santo Expedito cantou e dançou em homenagem a Nossa senhora da Penha (Foto: Caciane Sousa)
Reencontro de amigas Izabel Veríssimo e (sentada) Inalva Santos (Foto: Caciane Sousa)

“Um dia abençoado pelo sol ameno e a Alegria”. Assim definiu a aposentada Izabel Veríssimo, 82 anos. Ela participou da procissão e reencontrou uma amiga que não via há dez anos.

Eu tenho uma dor constante em meu pé devido um acidente doméstico, mas pedi a Nossa Senhora que tirasse essa dor para poder acompanhar a procissão. Ela ainda me presenteou com o reencontro de minha amiga que não via há dez anos

Izabel Veríssimo

Ao todo, foram dezessete bandas, de diferentes localidades do Espírito Santo, participando da Romaria. Ao chegarem no Campinho, as bandas foram acolhidas e abençoadas pelo Frei Martinho. Ele exaltou a importância da participação de todos nos festejos à Padroeira do Espírito Santo.

Bandas de Congo acolhidas e abençoadas no Campinho do Convento da Penha (Foto: Caciane Sousa)

Edição: Caciane Sousa

Foto do Destaque: Caciane Sousa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s