Música de protesto na sociedade contemporânea

Kathleen Vieira

Além de expressar sentimentos e auxiliar na terapia e reabilitação de pacientes, a música também pode ser utilizada como uma forma de denúncia das mazelas e como um meio de tentar mudar o que está acontecendo na sociedade. As músicas de protesto popularizaram-se na década de 1960 e continuam, presentes na sociedade contemporânea, dando voz aqueles que muitas vezes são silenciados.

A socióloga e professora Fabíola Cerqueira conta que historicamente, como expressão da arte, a música no Brasil teve e tem um papel importante para denunciar os males da sociedade e dar voz aos oprimidos.

A música Canção Infantil, do Cesar MC, é um exemplo de música que retrata a desigualdade social, a miséria humana, o racismo, a violência policial e a luta de um povo por justiça social

Fabíola Cerqueira

Ouça a música “Canção Infantil” abaixo:

Videoclipe oficial da música Canção Infantil, de Cesar MC (Reprodução: PineappleStormTV/YouTube)

A autônoma Selma Vieira, 61 anos, sempre foi muito fã de música. Ela lembra que já escutou várias músicas de protesto e sempre admirou a capacidade que algumas dessas músicas possuem para denunciar as desigualdades e injustiças de um período da história. Selma revela também que gosta de escutar músicas de outras épocas para entender melhor determinado momento que aquela canção foi escrita e refletir sobre o impacto que pode ter causado nas pessoas.

Por meio de algumas músicas, consegui ter um entendimento bem mais amplo e completo sobre dois períodos muito importantes: a Ditadura Militar e as Diretas Já, por exemplo

Selma Vieira
DH, cantor integrante do grupo Face da Luz (Foto: Arquivo Pessoal)

Além disso, a música de protesto também pode ser encontrada no meio cristão como uma forma de protestar contra o pecado, as injustiças e as desigualdades do mundo. O cantor DH, que faz parte do grupo Face da Luz, que é um grupo que leva a palavra de Deus por meio do rap, revela que escolheu esse estilo musical porque ele consegue retratar a realidade da vida na periferia, dificuldades e superações.

DH conta que o rap é a forma que ele expressa os sentimentos e pode relatar as histórias que viveu ou que já viu no cotidiano. O cantor também ressalta que por meio do rap, ele consegue levar a verdade de Deus para as pessoas. “Nosso foco principal é louvar o nome do Senhor, combater o pecado, as mazelas, as diferenças sociais e proclamar o Reino e a salvação de Cristo”, finaliza.

Edição: Karol Costa
Imagem Destaque: Freepik

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s