PROJETO ‘VOZES’ – A representatividade política no Espírito Santo

Daiane Obolari, Kamily Rodrigues, Janine Indami e José Modenesi

A representatividade está presente na formação individual de cada pessoa. Ela inicia ainda na infância, quando uma criança se vê representada nos personagens que gosta ou admira. Já na vida adulta, ela surge quando observamos grupos que ocupam cargos políticos e encontramos pessoas com características parecidas com a nossa, por exemplo.

Mas, afinal, o que é representatividade? No dicionário, é a qualidade daquilo que é capaz de falar verdadeiramente em nome de algum grupo. Na prática, é quando uma pessoa consegue se enxergar na outra por meio das características semelhantes entre elas. Ainda assim, apesar de ser uma palavra que está muito presente no cotidiano, não reflete uma sociedade igualitária, a começar pela política.

Sendo assim, você sabia que no Espírito Santo, de toda bancada política, apenas 5% das mulheres conseguiram se eleger? É o que apontam os dados de 2018 do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Enquanto isso, os números sobre a ocupação de pessoas LGBTQIAP+ na política nem mesmo são coletados pelo TSE e essa falta de dados impõe mais uma dificuldade para a comunidade.

No Terceiro episódio do videocast “Vozes, um olhar sobre as questões sociais”, a sub-representatividade feminina e a ausência de pessoas LGBTQIAP+ nos espaços políticos são assuntos presentes no programa. Durante o bate-papo, foi abordada também a violência política de gênero, que atinge os grupos minoritários.

No videocast, produzido pelos alunos do 4º período de Jornalismo da FAESA Centro Universitário Daiane Obolari, Kamily Rodrigues, Janine Indami e José Modenesi, para as disciplinas de Projeto Integrador III, Produção e Distribuição de Conteúdos para Mídias Digitais, Produção para Audiovisual I e Produção e Edição em Mídia Sonora, o assunto foi abordado como forma de evidenciar as dificuldades enfrentadas por mulheres e pessoas LGBTQIAP+ no espaço político, além de trazer à tona a importância de utilizar o debate como forma de mudar a realidade.

Entre os convidados do episódio estão a vereadora de Vitória, eleita deputada estadual, Camila Valadão, que fala sobre como é a realidade política das mulheres no Espírito Santo; o presidente do Conselho Estadual LGBT+ do Espírito Santo, João Lucas Côrtes, que traz à tona a realidade das pessoas que integram a comunidade; e a mestra em direitos e garantias fundamentais Renata Bravo, que abordou os direitos das mulheres e de pessoas LGBTQIAP+ segundo a legislação.

Se interessou e quer ficar por dentro do assunto? Vem assistir ao episódio do videocast “Vozes, um olhar sobre as questões sociais”!

Edição: Karol Costa

Imagens no texto: Freepik

Foto do Destaque: Daiane Obolari/Arquivo Pessoal

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s