TRADIÇÕES DO CARNAVAL – A tradição familiar que move o Carnaval Capixaba

Bruna de Holanda, Karol Costa, Kayra Miranda e Marina D’Angelo

O Carnaval de Vitória 2023 está chegando e para celebrar essa tradição capixaba, os alunos do 5º período de Jornalismo da FAESA Centro Universitário selecionaram algumas escolas de samba do Espírito Santo para retratar, por meio de fotografias, recortes da história dessas agremiações. O projeto “Tradições do Carnaval” foi realizado no primeiro semestre de 2022 e a seleção das escolas ocorreu pelos critérios de proximidade e identificação por parte dos alunos.

As alunas Bruna de Holanda, Marina D’Angelo, Karol Costa e Kayra Miranda contam a história de quem está por trás da tradicional escola de samba Independentes de São Torquato, trazendo de volta o início da agremiação, no Bloco das Caveiras, e principalmente protagonizando quem esteve presente desde a criação, mostrando que além de tradição, premiação e comunidade, a escola também é FAMÍLIA.

Confira:

Foto: Bruna de Holanda

O presidente da escola de samba Independentes de São Torquato, Nildemar Nascimento (mais conhecido como Pinoca), abre os portões da quadra da agremiação para relembrar os momentos marcantes da São Torquato no samba capixaba por meio de fotografias antigas, e conta como a família e a comunidade fazem acontecer o desfile todos os anos.

Foto: Karol Costa

A figura de Carlos Alberto representa para Pinoca o modelo ideal de presidente que a Independentes de São Torquato precisa. “O meu irmão era muito presente na família, na escola e na comunidade. Perdê-lo repentinamente foi muito dolorido para nós, mas eu confio em Deus e agradeço por tudo que ele me ensinou”, afirma.

Foto: Bruna de Holanda

Pinoca se emociona ao recordar como a escola de samba é importante para as famílias da comunidade, pois emprega e ajuda-os a terem uma renda financeira. “A gente deu emprego para mais de 20 pessoas da comunidade e ajudamos na renda familiar. Temos serralheiros, costureiras e soldadores que contribuem muito para o funcionamento dos desfiles e da cultura da São Torquato”, relata.

Foto: Bruna de Holanda

O presidente Pinoca diz que com o passar dos anos a comunidade foi se afastando da escola de samba, e isso fez com que o carnaval da São Torquato perdesse a base e a força familiar, e principalmente da comunidade, elementos que são fundamentais para o funcionamento da escola.

Foto: Marina D’Angelo

Pinoca relata que os integrantes de sua família fundaram a Independentes de São Torquato e relembra os momentos de união da família na escola de samba. “Meu momento mais feliz foi quando todos estavam vivos. Minha mãe era porta-bandeira e meu pai e meu irmão foram ex-presidentes, e hoje eu herdei a presidência da escola”, completa.

Foto: Karol Costa

Os anos de trabalho de Carlos Alberto Nascimento na agremiação são reconhecidos orgulhosamente tanto pela família, quanto pela comunidade. “Meu irmão foi um dos maiores compositores da escola, além de ter sido fundador e presidente da São Torquato. Esse é o maior legado que ele deixou para nós”, finaliza Pinoca.

Foto: Kayra Miranda

“O meu irmão começou a subir os pilares e estou nesse mesmo legado, buscando emendas para tentar cobrir a escola”, diz o atual presidente da escola de samba Independentes de São Torquato, descrevendo a foto em que o irmão, Carlos Alberto Nascimento, ajuda na obra para cobertura da quadra da agremiação, que segundo Pinoca, é o maior sonho da família e seu objetivo como presidente.

Foto: Karol Costa

Pinoca sensibiliza-se ao lembrar do esforço que Carlos Alberto dedicou à escola de samba. “Eu fico muito feliz em ver essa foto, porque não foi fácil conseguir recursos para investirmos. Infelizmente, não conseguimos realizar o sonho do meu irmão de fazer a cobertura da agremiação, mas eu estou trabalhando nesse projeto e espero concluir o mais rápido possível nosso objetivo”, completa.

Foto: Kayra Miranda

Pinoca diz que o maior legado que a agremiação deixa para o bairro São Torquato é a cultura. A escola promove projetos sociais direcionados às crianças com o objetivo de tirá-las das ruas. Eles também realizam eventos que reúnem a comunidade na quadra da agremiação, para uma maior união do bairro; que de acordo com um levantamento do Jornal A Tribuna está entre os 73 bairros mais perigosos na Grande Vitória.

Foto: Bruna de Holanda

O presidente Pinoca abriu o ensaio técnico da Independentes de São Torquato no dia 29 de março de 2022. O ensaio aconteceu no Sambão do Povo, localizado na Grande Santo Antônio, para os preparativos da volta dos desfiles das escolas de samba, após um ano sem desfile devido a pandemia de Covid-19.

*As publicações do projeto “Tradições do Carnaval” são realizadas em conjunto com o portal Viva Samba.

Edição: Karol Costa
Foto do Destaque: Bruna de Holanda

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s