TRADIÇÕES DO CARNAVAL – Rainha de Bateria

Ana Lara Venturini, Eduardo Pilão, Isabela Vago e Rayssa Baptista

Carnaval de Vitória 2023 está chegando e para celebrar essa tradição capixaba, os alunos do 5º período de Jornalismo da FAESA Centro Universitário selecionaram algumas escolas de samba do Espírito Santo para retratar, por meio de fotografias, recortes da história dessas agremiações. O projeto “Tradições do Carnaval” foi realizado no primeiro semestre de 2022 e a seleção das escolas ocorreu pelos critérios de proximidade e identificação por parte dos alunos.

Confira as outras reportagens fotográficas da série Tradições do CarnavalA tradição familiar que move o carnaval capixabaO sambista mais novo e Mãe e filha.

A Rainha de Bateria é um dos principais componentes de uma escola de samba. Nesta história, a personagem principal é Schyrley Moura, uma empreendedora nascida e criada em Jucutuquara e que divide o tempo entre o trabalho e ser rainha de uma das maiores agremiações capixabas.

Confira abaixo a reportagem fotográfica produzida pelos alunos Ana Lara Venturini, Eduardo Pilão, Isabela Vago e Rayssa Baptista.

Foto: Isabela Vago

A rainha de bateria de uma das principais escolas de samba do Espírito Santo, a Unidos de Jucutuquara, do grupo Especial, relata que estar neste posto é uma satisfação pessoal sendo uma das coisas mais a motiva no dia-a-dia. Schyrley Moura, 41 anos, é rainha de bateria da Jucutuquara desde 2018, e mesmo que durante esse período a escola de samba onde participa não tenha ganhado nenhum ano, ela se sente realizada em poder participar dos desfiles de carnaval.

Foto: Eduardo Pilão

Fora da vida carnavalesca como rainha de bateria da Jucutuquara, Schyrley Moura, trabalha como designer de sobrancelhas desde 2016. Nas manhãs de segunda-feira a sábado, Schyrley abre o espaço de trabalho para as clientes que possuem horário agendado. Hoje em dia, ela realiza os atendimentos de depilação, micropigmentação, reparo de cílios e design de sobrancelha.

Foto: Isabela Vago

É prazeroso para Schyrley poder conciliar o trabalho como rainha e como designer. Com vários cursos profissionalizantes e especializações ela conseguiu engajar a carreira profissional. Adaptar a organização e a otimização do tempo e do espaço é um dos principais mecanismos que ela usa para poder dar conta das duas coisas, sem prejudicar a performance e as clientes que atende.

Foto: Ana Lara Venturini

Schyrley trabalha com design de sobrancelhas e micropigmentação. Ela conta que ama muito esse trabalho e que sempre se preocupa com a satisfação das clientes, procurando fazer o melhor. Ela busca sempre dar um bom atendimento e conhecer as clientes, se conectando com elas. Schyrley também afirma que o trabalho é como uma terapia no dia a dia que adora praticar.

Foto: Eduardo Pilão

Schyrley Moura adora estar no posto de rainha de bateria da escola de samba do grupo Especial Unidos de Jucutuquara, de Vitória. Apesar de dedicar muito tempo da semana ao carnaval, Schyrley diz que não abdica de trabalhar como designer de sobrancelha e atender as clientes, já que também tem orgulho de ter um estabelecimento próprio e ter uma carreira autônoma.

Foto: Ana Lara Venturini

Schyrley Moura, rainha de bateria da escola de samba Jucutuquara, conta que sempre gostou muito de carnaval e de dançar. Ela conta que tem uma relação muito próxima com o evento desde pequena, porque a mãe dela desfilava quando mais jovem e morava na comunidade de Jucutuquara antigamente. Schyrley entrou no meio carnavalesco aos 15 anos, quando começou a desfilar também e fez essa tatuagem para demonstrar o amor pelo evento.

Foto: Rayssa Baptista

A rainha de bateria de Jucutuquara, Schyrley Moura, mostrou durante os ensaios uma sintonia com a comunidade e com a bateria da escola. No cargo desde 2018, a rainha disse que estar nesse posto é um prazer pessoal que faz com muito empenho e alegria, se sente representando a mãe que foi criada no bairro Jucutuquara e viu a escola evoluir de perto.

Foto: Rayssa Baptista

Schyrley Moura, 41 anos, conta que considera o dia do desfile como um espetáculo, podendo exibir o deslumbrante resultado das fantasias, da performance e de muito samba. Tem muito esforço, trabalho e dedicação nas lindas e planejadas fantasias, que seguem o enredo que a Unidos de Jucutuquara apresenta na avenida do samba durante o carnaval.

Foto: Rayssa Baptista

Em 2022, a Unidos de Jucutuquara entrou na avenida com o enredo que narra os 50 anos da escola. E durante os ensaios que ocorreram no Sambão do Povo, Schyrley Moura demonstrou muito apreço por toda a comunidade que todos os dias se empenham para um desfile incrível no Carnaval, fazendo todo o esforço valer a pena desde o começo. Durante o ensaio a rainha cantava animada e estava empolgada para o grande dia.

Foto: Ana Lara Venturini

Schyrley Moura é rainha de bateria da escola de samba Unidos de Jucutuquara e conta que ama estar nesse posto tão importante e que é uma realização pessoal poder estar nele. Ela comenta que, se pudesse, trabalharia apenas como rainha pois é apaixonada por essa função e adora estar envolvida nos acontecimentos que abrangem o mundo do carnaval.

*As publicações do projeto “Tradições do Carnaval” são realizadas em conjunto com o portal Viva Samba.

Edição: Karol Costa
Foto do Destaque: Eduardo Pilão

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s