Hora do Esporte

O Hora do Esporte é um programa sobre o universo esportivo produzido por alunos dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da Faesa. O projeto se tornou um dos principais veículos de promoção do esporte capixaba, e hoje carrega na bagagem coberturas importantes como a da Copa Espírito Santo de Futebol 2016 e da passagem
da tocha olímpica por Vitória.

Foto Hora 1

Os alunos Lorenzo Francez e Vinícius Guidoni fizeram a cobertura da final da Copa Espírito Santo de Futebol 2016. Foto: Hora do Esporte

Criada em 2015, a produção pertence à vertente das novas mídias. As edições são disponibilizadas através de um canal no Youtube, e tem como veículos de interação com os espectadores a página no Facebook e o perfil no Instagram.

Os alunos aprendem a produzir um programa de televisão do início ao fim. Com o auxílio do professor e orientador do projeto Fabiano Mazzini, e da técnica de laboratório Luciene Batistuta, os participantes têm a oportunidade de sugerirem e escreverem pautas, gravarem reportagens externas, desenvolverem roteiros e, inclusive, apresentarem as edições, que vão ao ar quinzenalmente.

Eventos, times e personagens que não são vistos na mídia tradicional são os principais temas abordados. Com o intuito de ser um veículo alternativo, o “Hora” procura dar espaço a quem ainda não tem, e trazer ao conhecimento do público os talentos escondidos do estado.

foto hora iures (editada)

Kennedy Cupertino e Pedro Sarkis entrevistam uma das participantes de uma academia de ginástica para crianças em Bairro de Fátima, na Serra. Foto: Iures Wagmaker/Hora do Esporte

Em 2017, o programa entrará em sua terceira temporada. Com mudanças visuais em andamento, o projeto vai ganhar cara e conceito novos. De acordo com Luciene, a participação social será um dos focos principais das futuras edições.

Queremos não só fazer as coberturas do esporte capixaba, mas também voltar o projeto para um cunho de responsabilidade social. Fazer com que o Hora do Esporte seja visto não só como uma cobertura (de eventos esportivos), mas como um parceiro de projetos sociais, de pessoas que têm interesse em praticar esporte, e que pretendem ter através dele uma mudança na sua postura”, contou a técnica.

11053691_714987075296974_7452254481533025598_n

André Rodrigues na época em que era repórter e apresentador do programa. Foto: Hora do Esporte

O projeto foi idealizado pelo jornalista André Rodrigues, 24 anos, formado pela Faesa. Amante de esportes, o jornalista, na época aluno, participava de um projeto de rádio esportivo da faculdade, o Portal 5, quando decidiu sair do áudio para transformar a sua paixão em vídeo. Ele conta que desenvolveu a ideia do programa junto com a técnica Luciene Batistuta e o professor Fabiano Mazzini, que o auxiliaram na elaboração de toda a estrutura. “Eu disse para a Luciene que gostava muito de televisão e de esporte, e que gostaria de criar um projeto para isso. Ela falou que (…) era preciso primeiro criar um projeto escrito. Então eu fui atrás, peguei artigos de como montar um projeto e fui escrevendo durante quatro meses”, contou o jornalista.

Hoje Rodrigues é repórter da editoria de esportes do jornal A Gazeta, além de fazer participações na rádio CBN Vitória e transmissões ao vivo na página do Gazeta Esportes. Em entrevista, o jornalista disse que aprendeu muito com o projeto e com os professores, e faz questão de ressaltar que o “Hora” foi importante para chegar onde chegou.

A minha linguagem amadureceu bastante por conta dos professores que eu tive, por conta do Hora do Esporte e a equipe que eu tinha, e hoje eu consigo colocar em prática tudo o que eu aprendi na faculdade”, disse ele.

15622706_1028902200572125_6981381203548989684_n

Pedro Amâncio e a técnica Luciene Batistuta com o prêmio Destaque Esportivo. Foto: Hora do Esporte

Pedro Amâncio, aluno do 6º período de Jornalismo, também trilha um caminho de sucesso com os trabalhos desenvolvidos no Hora do Esporte. Com materiais publicados em diversos meios de comunicação, o estudante se orgulha de ter passado pelo programa, e conta com paixão sobre a reportagem que fez com a atleta Maria Victória, 12, de Domingos Martins, que joga na equipe de basquete da cidade. “Contei a história de uma menina que estava jogando em um time masculino de um campeonato sub-12, por não haver um campeonato para as meninas. Acabou que pautamos os jornais A Gazeta, Notícia Agora e o portal Gazeta Online, disse o aluno. (Clique aqui e leia a matéria)

A matéria feita por Pedro rendeu a ele uma condecoração da prefeitura de Domingos Martins, município onde mora, pela promoção do esporte da cidade. “Na quinta-feira eu fiz a matéria (com a Maria Victória); no domingo ela já havia saído nos três meios de comunicação, e na segunda eu estava ganhando o prêmio de destaque esportivo em Domingos Martins”, contou Amâncio.