Memes: de criações anônimas a apropriações do mercado publicitário

  • Resumo: Dentro do contexto da cibercultura, levando também em consideração mudanças culturais e sociais, temos novas formas de expressar a identidade. Este novo tempo tornou “visíveis” pessoas antes desconhecidas e empoderou consumidores antes tido como passivos. Os memes são parte desta nova cultura, estes irradiam a descentralização da nova produção de conteúdo e dos novos tempos. Desta forma, o presente artigo tem por principal objetivo investigar como a atividade publicitária utiliza os “memes”, tendo como ponto de partida das criações. Esse é o cerne do estudo, que analisa como a reportagem com o empresário Alexander Augusto de Almeida, popularmente conhecido nas redes sociais como o “Rei do Camarote”, foi amplamente explorada, servindo de base para postagens, de âmbito publicitário, para muitas marcas consolidadas que tentaram se aproveitar da repercussão. Neste trabalho, promovemos um diálogo entre pesquisa bibliográfica e de campo para buscar compreender as estratégias adotadas pelos anunciantes ao apropriarem-se dos conteúdos divulgados a partir de “memes” e, posteriormente, se lançarem também na rede a fim de persuadir o seu público de interesse.
  • Acesse o site da publicação aqui – Revista Foco – V – 11, N2 – 2018
  • Autores: Victor Reis Mazzei e Débora Correia Lopes

Artigo Victor Mazzei e Debora Lopes

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑